Dia a dia

Panetones caíram no gosto popular e se tornaram iguarias indispensáveis na época de Natal


  •   
  •  

Sapiranga – Iguaria tradicional desta época do ano, os panetones caíram no gosto popular e já se tornaram produto indispensável para o Natal, esgotando-se rapidamente em mercados e padarias para as festas de fim de ano.

Sua massa doce e ligeiramente mais seca, mais se assemelha a uma espécie de bolo, com aroma e sabor inconfundível tanto para quem já experimentou quanto para quem ainda não provou, mas que facilmente o reconhece.



Com o passar dos anos, os panetones vieram sendo mais desenvolvidos e ganharam recheios cada vez mais elaborados, diferenciados e muito mais saborosos.

Seja em sua versão mais tradicional, com frutas cristalizadas, ou em suas versões mais elaboradas, com recheios diversos de chocolates nobres, cremes de diferentes variedades e origens, ou os trufados, os panetones deixaram de ser uma simples iguaria, para se tornarem uma arte culinária, em que a criatividade é quem manda.

Além do recheio, muitos panetones também contam com enfeites como os da foto, deixando o trabalho ainda mais bonito.

Comer panetone no Natal é mais uma tradição, que as pessoas fazem, muitas vezes sem saber qual a sua origem, mas saber de onde o panetone surgiu é tão interessante quanto comê-lo.

Origem do panetone como conhecemos atualmente

As lendas em torno da origem dos panetones são as mais variadas, e muito se especula sobre a sua criação. Mas uma destas lendas é a mais famosa e tornou-se referência para contar de onde surgiu a ideia de rechear um pão e assá-lo como se fosse um bolo, mesmo que tenha sido um “acidente”.

A lenda gira em torno de um assistente de padeiro de nome Toni, que residia em Milão, na Itália, no século IX. Certa vez, este padeiro trabalhava na véspera de natal, e durante horas assou pães e outras iguarias para a festa de Natal de seu chefe.

Exausto após trabalhar por horas, o padeiro ainda precisava assar mais uma fornada de pães e também uma torta. No entanto, o padeiro acabou se confundindo, e misturou a massa do pão e as uvas passas que seriam para a torta. Com medo de represálias, e tentando achar uma solução para o problema, Toni misturou frutas cristalizadas, manteiga, ovos e outros recheios que seriam para a torta, assou e depois serviu ao seu chefe.

A mistura deu certo, e Toni foi elogiado e ainda teve sua criação batizada de “Pane Di Toni” (Pão de Toni), tornando-se popular com o passar dos anos.

Variedade de panetones e chocotones existentes

Desde a sua primeira e mais tradicional versão, com frutas cristalizadas, o panetone veio sofrendo alterações, agregando mais sabor e complexabilidade no seu preparo, com a inclusão de recheios cada vez mais elaborados.

Existem centenas de estilos de panetone espalhados pelo mundo, e muitos seguem as culinárias das regiões em que estão inseridos. Existem panetones salgados como de provolone e alecrim, pepperoni com mussarela, entre outros, assim como doces como o tradicional gotas de chocolate, e os mais elaborados como o mousse de nozes, alfajor, trufado com chocolate belga, ou ainda de chocolate com menta.


Opções de panetones é que não faltam, mas eles podem faltar e por isso é importante se prevenir para as festas de final de ano. Em Sapiranga, algumas padarias já se preparam para o Natal, fortalecendo o estoque de panetones e chocotones dos mais variados, alguns industrializados e outros de receita própria.

Padarias da região comentam sobre a iguaria e deixam mensagem de Natal para clientes

Padaria Maravilha

Jorge Lanz, proprietário e Marcelo Fick, 37 anos, confeiteiro

“A procura é maior no final do ano e nosso produto mais pedido, sem dúvidas, é o chocotone. Sempre nos adiantamos e priorizamos pela qualidade dos produtos, mantendo-os sempre fresquinhos. Temos chocotone, trufados e tradicionais. Em nome de toda a Padaria Maravilha queremos desejar um Feliz Natal e um próspero ano novo. Convidamos os clientes a nos visitarem, pois além de panetones, temos outras delícias como salgados, tortas e bolos. Que no próximo ano possamos trabalhar juntos com nossos clientes, pois sem eles não conseguiríamos desenvolver nosso trabalho”, disse Fick.

 

Padaria Prestígio

Rosane de Fátima, 54 anos, proprietária

“Produzimos nossos próprios panetones. Temos de frutas, chocotone, e decorados, todos de receitas próprias. Todos os anos a procura aumenta, e nosso panetone mais vendido é o de frutas. Trabalhamos com os melhores produtos e melhores marcas do mercado, para que os panetones fiquem molhadinhos e macios. Desejamos aos nossos clientes que nunca deixem de sonhar e que possam confraternizar em família, com paz, amor e alegria. Lembramos que estamos com promoções de tortas e salgados e vamos assar chester para nosso clientes aproveitarem mais tempo com suas famílias”.

 

 

 

Padaria Delícia

Marcos Paulo Ferst, 44 anos, proprietário da Delícia

”Todos os panetones são de produção própria, a nossa receita é de família e é utilizada desde 1991. Produzimos panetones de frutas, chocolate, trufado de chocolate, trufado mesclado, trufado alpino, trufado avelã e cappuccino. A procura vem crescendo devido a possibilidade de degustação do produto. No último ano, o mais procurado foi o de chocolate. A Padaria Delícia deseja a todos um Feliz Natal e Próspero Ano Novo, recheado de paz, amor e harmonia. Para sua ceia oferecemos uma variedade de produtos feitos com muito amor.”

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 25
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse