Dia a dia Política

VOTAÇÃO TENSA: Por 8 a 7, Olívia vence e presidirá Câmara de Sapiranga em 2019


  •   
  •  

Sapiranga – A progressista Olívia Steigleder venceu a eleição para a Mesa da Câmara de Vereadores da cidade e presidirá o Legislativo do Município em 2019. Em uma eleição acirrada na manhã desta quinta-feira (20), Olívia venceu o também progressista Alessandro Melo por 8 votos a 7. Na chapa da progressista está Diego Lima (DEM), que será o vice-presidente da Mesa, Dico (PT) o primeiro secretário e Adriano (PP) o segundo secretário.

O momento mais aguardado da manhã era para os votos de Egon Kirchheim (PT) e Leonardo Braga (PSDB), que ainda não haviam manifestado os seus votos publicamente.



Na hora do seu voto, Leonardo Braga (PSDB) disse estar sendo ameaçado. “É a votação e o momento mais complicado pra mim em dois anos. Sou um vereador de posição. Acredito muito no Alessandro e na Olívia também. Mas política me dá nojo. Já pensei várias vezes em sair. Algumas situações também me dão nojo e que eu não tolero. Agora a pouco, dois vereadores falaram algumas palavras para a minha assessora.  Nunca vou tolerar esse tipo de coisa. Se criou uma pressão muito grande em cima de mim por estar empatado. Mas quem irá decidir a eleição é o próprio PP, que se dividiu, se matou internamente. Não é eu que tenho inúmeras estruturas dentro do governo e não cumpro as coisas. Então, não joguem pra mim essa culpa. Não vou tolerar qualquer tipo de ameaça. Recebi várias ontem e hoje de manhã. A minha família não aceita esse tipo de coisa”, frisou.

Já o vereador Egon (PT) disse na hora do voto que o seu partido reconhece que as duas chapas são do PP e que o próprio partido petista se dividiu na votação, mesmo após cinco reuniões. “Porém, eu fico com quem está no meu partido, que é o Dico, na chapa da Olívia”, frisou.

Alessandro Melo disse que teve interferência de outros políticos na chapa de Olívia. “O Leonardo Braga afirmou que teve interferência do deputado Renato. O Leonardo tinha dito que votaria em mim. Discordo que o PP está rachado, mas quis se rachar quando o vice-prefeito abandonou o mandato. Houve interferência do vice-prefeito Betinho nesta eleição”, disse.

Já Valmir Baxo salientou que não via as duas chapas como PP, sendo que as duas são pluripartidárias.

A progressista Morgana Moraes (PP) explicou: “essa última semana foi muito tensa e intensa. Deputado Renato disse que não interferiria na eleição, mas a Olívia teve isso a favor dela. Não voto porque sou mandada. Me sinto vitoriosa porque sei que quebrei muitas barreiras”.

Rita Della Giustina (PT) informou que “isso é tudo um jogo político e eu não faço parte de jogo. Tivemos cinco reuniões e tenho liberdade para fazer minha escolha, o meu partido não decide o meu voto e me dá liberdade. Se for pra alguém decidir o meu voto eu largo da política”.

A vitoriosa Olívia disse que em 20/12/2017, na própria sessão da Câmara, Leonardo Braga já havia se comprometido com ela.


Saiba quem votou em quem:

Votos em Olívia: Adriano, Olívia, Balardin, Dico, Diego Lima, Egon, Juca, Leonardo Braga.

Votos em Alessandro Melo: Alessandro, Valmir Baxo, Morgana, Rita, Dula, Sandrinho Seixas e Vilmar Machado.

 

 

 

 

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 786
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse