Dia a dia Posts em destaque

Defesas civis de Campo Bom e Sapiranga aceitam donativos para atingidos pela cheia


  •   
  •  

Região – Os responsáveis pelas defesas civis de Campo Bom (Paulo Silveira) e de Sapiranga (Sírio Baum), revelaram que o Rio dos Sinos continua subindo e fora do seu leito normal. No meio da manhã desta quinta-feira (6), em Campo Bom, a régua de medição registrava 7,34. A marca impressiona e impacta centenas de pessoas, mas ainda está 35 centímetros abaixo da cheia histórica de 2013. Naquela oportunidade, a Defesa Civil registrou 7,66 metros no ponto de medição.

Paulo Azevedo explicou que a estrutura do ginásio da Escola Municipal, Octacílio Ermindo Fauth, no bairro Vila Rica, continua disponível às famílias ribeirinhas. “Mas, o pessoal não está querendo deixar suas casas com medo de saques. Além de ruas alagadas no bairro e na Barrinha, contabilizamos 60 pessoas atingidas pela cheia. Quem puder doar produtos de limpeza, pode direcionar os donativos diretamente ao Ginásio Municipal, na Avenida Adriano Dias”, orientou Paulo.



Em Sapiranga, Sirio Baum, explicou que não há desalojados ou desabrigados. “Teve um caso, na quarta-feira, em que auxiliamos um senhor, pois ele precisava ir ao médico. Mantemos uma embarcação da Defesa Civil lá na região ribeirinha para ser usada pela população em casos de necessidade. Quem possui interesse em doar alimentos e produtos de limpeza, pode levar até a Prefeitura, na parte de trás, onde fica o estacionamento”, explica Baum.


O climatologista Nilson Wolff, revelou que esta é a maior cheia desde 2011 na região.

Outras informações no decorrer do dia.

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 139
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse