Dia a dia Polícia Posts em destaque

Redução no número de homicídios de 2017 para 2018 impressiona e Polícia Civil da região avalia o desempenho


  •   
  •  

Região – A repressão da criminalidade na região de abrangência do Repercussão tem sido forte, explicando assim os números registrados nas delegacias de Polícia Civil da região. Chegando ao final do ano, a redação conversou com delegados e agentes de segurança pública para ouvir sobre o trabalho realizado, visando garantir a segurança dos cidadãos.

Em 2018, nas cidades de Campo Bom, Nova Hartz e Sapiranga, foram registrados 13 homicídios (Araricá não teve), divididos entre os três municípios citados. Este número é bem menor do que em 2017, quando ocorreram 35 mortes violentas nestas quatro cidades.



Em Sapiranga, foram registrados seis homicídios, em 2017 foram 19 casos. Outra marca impressionante foi o tempo que o município permaneceu sem registrar casos de homicídio. Foram 208 dias, marca encerrada em 7 de agosto, quando ocorreu o primeiro caso, decorrente de dívidas do tráfico de drogas.

Dos seis casos registrados até agora em Sapiranga, cinco tiveram autoria identificada e no momento a Polícia Civil trabalha na identificação do sexto caso. Em um deles, ocorrido em setembro, o assassino do dono de bar Odair Flor, identificado como Valmir Biberg, morreu após ser internado por espancamento sofrido de populares, que presenciaram a cena e tentavam contê-lo.

Nos outros quatro assassinatos, os suspeitos foram presos, mostrando assim o auto índice de resolução da Polícia Civil de Sapiranga.

Já em Campo Bom, o ano também registrou queda nos homicídios. Foram cinco registros em 2018, contra 11 em 2017. A maioria por envolvimento com o tráfico (três deles), e dois por possível desavença pessoal entre vítima e assassino.

Em Nova Hartz, o número também foi baixo, dois. Em um caso deste ano, os acusados foram identificados e presos. No outro homicídio, o acusado foi identificado, mas segue foragido.

Delegados da região avaliam trabalho no ano de 2018

À frente da Polícia Civil em Sapiranga, Nova Hartz e Araricá, o delegado Fernando Pires Branco avalia a redução positiva no número de homicídios.

Delegado Fernando Pires Branco, de Sapiranga

“Houve quatro mortes que não são consideradas homicídios neste ano. Em um caso de roubo, a vítima reagiu e acabou por alvejar os dois assaltantes, que vieram a óbito. Em outros dois casos, assaltantes foram mortos pela Brigada Militar, após troca de tiros. Eu acredito que nesta questão a redução foi positiva, pois naqueles casos de homicídio resultantes do tráfico de drogas, onde temos ação direta, pudemos reduzir esses índices”, explica. Branco também pontua. “Tivemos nove grandes operações, fora outras que resultaram na prisão de 164 pessoas. Apreendemos 6kg de cocaína, quase 57kg de maconha, apreensão de drogas sintéticas, quase 8 kg de crack, mais de R$ 203 mil e 77 veículos. Foi um ano que atuamos bastante, apesar no nosso baixo efetivo. Se tivéssemos mais policiais, o índice seria ainda maior. Para 2019, a intenção é sempre melhorar, e diminuir ainda mais os crimes, pois isso reflete em uma tranquilidade maior para a população e esse é nosso objetivo. Eu vou cumprir com a minha promessa de reabrir o plantão 24 horas, mas para isso eu preciso de no mínimo mais quatro policiais”, promete o delegado. Branco fala de outro dado. “Neste ano tivemos aumento nos estelionatos, mais isto se deu, pois uma pessoa possuía uma cooperativa e lesou muitos clientes. Só contra ele há mais de 50 ocorrências em 2018”, conta.

O delegado de Campo Bom, Clóvis Nei da Silva avalia.

Delegado Clovis Nei da Silva, de Campo Bom

“Alguns indivíduos que cometeram homicídios no ano passado, relacionados ao tráfico, foram indiciados e presos. Houve também muitas prisões pela PC e BM, que acabam afetando na diminuição dos homicídios”, conta o delegado de Campo Bom.

Números e casos

Homicídios Sapiranga

2018: 6 casos
2017: 19 casos

Vítima: Marcelo Fonseca
Data: 7 de agosto
Motivação: Divida de tráfico
Autor: Não identificado

Vítima: Ivan Oliveira
Data: 14 de agosto
Motivação: Queima de Arquivo/Vingança
Autor: Identificados/Presos

Vítima: Severino Cislaghi
Data: 13 de setembro
Motivação: Fútil/Passional
Autor: Identificado/Preso


Vítima: Odair José Flor
Data: 13 de setembro
Motivação: Fútil/Briga de bar
Autor: Falecido

Vítima: Josias de Souza
Data: 9 de novembro
Motivação: Fútil/Desavença Familiar
Autor: Identificado/Preso

Vítima: Marli Emilia dos Santos
Data: 15 de dezembro
Motivação: Fútil/Passional
Autor: Identificados/Presos preventivamente

Campo Bom

2018: 5 casos
2017: 11 casos

Vítima: Leandro Rosa da Silva
Data: 24 de janeiro
Motivação: Divida de tráfico
Autor: Não identificado

Vítima: Sérgio Dos Santos
Data: 9 de maio
Motivação: Dívida de tráfico
Autor: Não identificado

Vítima: Adelar Barbosa
Data: 4 de agosto
Motivação: Fútil/Briga de bar
Autor: Identificado/Preso preventivamente

Vítima: Juliano Closs
Data: 29 de setembro
Motivação: Dívida de tráfico
Autor: Não identificado

Vítima: Maicon Jentz
Data: 8 de outubro
Motivação: Fútil/Desevença Pessoal
Autor: Não identificado

Nova Hartz

2018: 2 casos
2017: sem informação

Vítima: Leandro Vargas dos Reis
Data: Não informado
Motivação: Não informado
Autor: Identificado/Foragido

Vítima: Joel Haag Fogaça
Data: Não informado
Motivação: Não informado
Autor: Identificado/Preso

Números atualizados até 13 de dezembro

Texto: Taylor Abreu

Fotos: Arquivo JR

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 209
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse