Dia a dia

Obras da Corsan em Campo Bom saem do papel


  •   
  •  

Água e esgoto | Ações somam investimento de R$ 35,5 milhões

Campo Bom – A direção da Corsan passou pelo Município e deixou a garantia que importantes obras na área do abastecimento de água terão continuidade, e, no tratamento de esgoto, terão início. A principal intervenção que será iniciada é a construção do sistema de 25,8 quilômetros de redes coletoras de esgoto, 14,6 quilômetros de ramais prediais e 2,5 quilômetros de redes auxiliares para tratar os rejeitos gerados nos bairros Santa Lúcia, 25 de Julho, Cohab Leste e Jardim do Sol. Para essa ação, serão investidos R$ 9,4 milhões e as obras devem durar 24 meses.



Na área do abastecimento de água, a Corsan vai retomar a construção da Estação de Bombeamento de Água no bairro 25 de Julho – ação que iniciou em 2010 e que havia recebido investimento de R$ 1,8 milhão na sua primeira etapa e teve o contrato rescindido em 2013 (confira box abaixo). Nesta ação serão investidos mais R$ 8,8 milhões.

Outra ação que terá continuidade é a ampliação e reforma da Estação de Tratamento de Água (ETA) no bairro Cohab Leste. No local, serão investidos outros R$ 15,5 milhões, ampliando o tratamento de água de 400 para 1.000 litros por segundo, beneficiando 220 mil pessoas.


Contrato rescindido

Na realidade, a construção da Estação de Bombeamento de Água Bruta (EBAAB), no bairro 25 de Julho, da sala de força e comando e transformadores para a ampliação do sistema de abastecimento de água em Campo Bom – e que beneficiará ainda Portão, Estância Velha e Sapiranga – é uma obra de 2010 (no governo Yeda Crusius) que ocorreu de forma parcial. No governo seguinte, de Tarso Genro, o contrato com a empresa Cosatel Construções e Saneamento e Energia LTDA foi rescindido pela Corsan. Agora, seis anos depois, a obra será retomada no governo de José Ivot Sartori. O Jornal Repercussão acompanha esta ação há anos.

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse