Dia a dia Posts em destaque

Nova Hartz pode ficar sem rodoviária de novo


  •   
  •  

Impasse | Rodoviária já esteve fechada por dois anos

Nova Hartz – A proprietária da empresa administradora da Rodoviária de Nova Hartz, Eliziane dos Santos Barbieri, procurou a reportagem do Jornal Repercussão em busca de ajuda para manter a Rodoviária em funcionamento.
Eliziane comenta que também procurou integrantes da Prefeitura. “Nós procuramos a administração em janeiro e, naquele momento, eles negaram ajuda. Disseram que não tinham como ajudar, que não tinham condições e que se nós quiséssemos fechar a Rodoviária, poderíamos fechar”, pontuou. A reivindicação é para que o Poder Público arque com os gastos de energia elétrica e de aluguel do prédio, cerca de R$1.700,00 mensais.
Em torno de 200 pessoas circulam pela rodoviária diariamente e usufruem dos mais de 20 horários de ônibus.



 

RODOVIÁRIA NÃO SE ENQUADRA NA LEI DE INCENTIVO
O chefe de Gabinete e secretário de Administração de Nova Hartz, Leonel Schaefer, disse que a Prefeitura recebeu, recentemente, o requerimento com o pedido dos administradores da rodoviária. “A solicitação dos administradores foi enviado à Procuradoria Jurídica. Porém, depois de uma análise, concluímos que não cabe ao Poder Executivo ajudar nessa questão. Os administradores solicitaram ajuda da Prefeitura para pagar o aluguel e o custo com energia elétrica. Porém, este tipo de empreendimento não se enquadra na lei de incentivos. Além disso, o tema da rodoviária é uma deliberação do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER). Sugerimos, como alternativa, para que os administradores procurassem reduzir os custos de aluguel do prédio”, explicou Leonel Schaefer.


 

Foto: Leonardo Oberherr

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse