Dia a dia

Campo Bom estimula pequenas empresas a se desenvolverem



  •   
  •  

Campo Bom – Lançado em fevereiro, a edição deste ano do programa Campo Bom Para Negócios conta com cerca de 30 pequenas e médias empresas inscritas.

O objetivo do projeto, criado em 2017, é qualificar a gestão das empresas, processos e ações de mercado, auxiliando os empreendedores na gestão de empregos e faturamento, visando, através das capacitações, a ampliação da participação de mercado das empresas participantes. Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Campo Bom, Henrique Scholz, o programa é uma parceria com o Sebrae. “O Sebrae vai até a empresa, faz um diagnóstico e levanta os pontos fortes e fracos e sugere a capacitação nos pontos fracos”, explica Scholz. Os treinamentos visam a capacitação do gestor, para que consiga trabalhar os pontos fracos e fortalecer a empresa. “Em torno de 70% das empresas que abrem no Brasil fecham no primeiro ano, por problema de gestão. E a grande sacada desse programa é realmente dar essa capacitação para poderem também estar mais fortalecidas para o mercado. Para poder encarar o mercado de frente, já que estamos passando por uma crise”, pontua o secretário.

Guilherme Pilger

Geração de novos postos de trabalho e desenvolvimento são objetivos do programa


Segundo o prefeito Luciano Orsi, o Campo Bom Para Negócios faz parte dos instrumentos desenvolvidos pela Administração Municipal no sentido de estimular o desenvolvimento econômico local, ocasionando a manutenção de empregos, a geração de novos postos de trabalho e sustentabilidade dos empreendimentos. “Quanto mais fortes nossas empresas estiverem, preparadas econômica e gerencialmente, mais forte será nossa economia”, destaca o prefeito.

Apoio para feiras depende de participação no programa

As empresas podem participar de mais de uma capacitação, desde que o valor máximo não ultrapasse R$5 mil por empresa. O investimento total este ano será de cerca de R$350 mil. O secretário de Desenvolvimento Econômico ainda destacou que a participação no Campo Bom para Negócios é condicionante para o recebimento de incentivos municipais para participação em feiras. “Após a conclusão dessa etapa, a empresa está habilitada para participar também de valores de apoio a feiras. Antes era repassado um valor para feira, mas a empresa, às vezes, não tinha a capacidade de produzir depois da feira. Então, a primeira coisa é capacitar a empresa e depois ir para uma feira. É uma condição para fechar um ciclo. O que estamos buscando é colocar critérios e ser mais justo”, pontua Henrique Scholz (foto acima).

Texto: Sabrina Strack                Fotografia: Prefeitura de Campo Bom

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 72
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse