Polícia Posts em destaque

Campo-bonense envolvido na morte de comerciante em Igrejinha é preso após operação da Polícia Civil



  •   
  •  

Região – A Polícia Civil cumpriu sete mandados de busca e apreensão nos municípios de Campo Bom, São Leopoldo e Charqueadas, bem como o cumprimento de três prisões preventivas, entre os dias 24 de fevereiro e 3 de março, em uma operação que é resultado de investigações desenvolvidas pelas Delegacias de Polícia de Igrejinha e Três Coroas, com apoio das DPs de Campo Bom, Gramado, Canela e São Francisco de Paula.

Conforme o delegado Ivanir Luiz Moschen Caliari, responsável pelas Delegacias de Igrejinha e Três Coroas, a operação finalizou as investigações de um homicídio ocorrido na véspera do Natal de 2016, quando um comerciante do bairro Sossego, de Igrejinha, foi morto durante um assalto. Naquela ocasião, logo após o crime, a Brigada Militar de Igrejinha prendeu um dos três executores do crime, bem como apreendeu uma das duas armas utilizadas pelos criminosos, um aparelho celular e o veículo tripulado pelos criminosos.

Ao longo de dois meses de investigação, a Polícia Civil de Igrejinha apontou a participação de pelo menos seis pessoas no crime,  todos integrantes de uma facção criminosa do Vale do Sinos, que realizavam venda de drogas, roubos e homicídios na cidade de Igrejinha e demais municípios da região. Além do homem preso pela Brigada Militar logo após da morte da vítima, em razão das investigações promovidas pela Polícia Civil, foram decretadas mais quatro prisões preventivas. A polícia descobriu que o comerciante havia sido assassinado a mando de dois detentos – contra os quais a Polícia emitiu pedido de prisão preventiva. Conforme o delegado Caliari, os criminosos tiveram a ajuda de um suposto fornecedor das armas utilizadas no assassinato, um morador da cidade de Campo Bom, além de outros dois homens, que executaram os disparos.


Durante a operação de cumprimento de mandados de busca e captura dos homens com mandados de prisões preventivas decretadas, foram efetuadas três prisões, incluindo a do morador de Campo Bom – em sua residência, encontraram dois mil reais em dinheiro e um revólver. Também em Campo Bom, foram localizados aparelhos celulares, que auxiliaram a esclarecer o homicídio e a comprovar a formação da organização criminosa. Durante as investigações foi constatado, também, outro possível homicídio na cidade de Parobé pelo qual a mesma facção criminosa seria responsável, bem como tráfico de drogas e de armas de fogo.

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse