Geral Posts em destaque

Retorno da área azul será com mais vagas


  •   
  •  

Sapiranga – A documentação para lançamento de licitação da nova operadora do sistema de estacionamento rotativo pago está desde o dia 2 de março no setor de compras da Prefeitura, onde segue em análise, um mês depois. Foi no dia 2 que o memorial técnico, já com ajustes realizados pelo Setor de Trânsito do Município, foi encaminhado para o Setor.

De acordo com o secretário de Planejamento, Habitação, Segurança e Mobilidade, Carlos Mauricio Regla, a previsão é que ainda neste mês se publique o edital. Regla salienta a expectativa de participação de empresas no processo licitatório, assim como o breve retorno do sistema. “Esperamos que, em breve, se der tudo certo no processo licitatório, volte a área azul, mais modernizada, com mais vagas”, declara.



Conforme divulgado já no início de março, dentre as alterações previstas no memorial técnico, apresentado pelo Departamento de Trânsito do Município, está o aumento de vagas nas ruas Carlos Biehl, 28 de Fevereiro e 7 de Setembro, a partir da Padre Réus. Assim como na Getúlio Vargas, entre a 7 e a 28 de fevereiro. O novo projeto também deixa em aberto a possibilidade para a implantação de novas tecnologias, como a compra do ticket nos comércios do centro ou através de aplicativos para celulares.

Reativação do sistema em março


Em janeiro deste ano, o Jornal Repercussão noticiou que o processo de licitação seria anunciado ainda naquele mês. Porém, as alterações e procedimentos internos da Prefeitura ainda não foram finalizados. A previsão inicial era de que até o mês de março o estacionamento pago tivesse voltado a operar normalmente. Em início de março, conforme previsão da própria Procuradora Geral do Município, a nova licitação seria lançada em 15 dias, já na segunda quinzena de março, o que também não ocorreu. Não há, portanto, previsão para que o sistema volte a operar, considerando que a documentação segue em análise no Setor de Compras da Prefeitura. Após esse passo, será lançado o edital para o então recebimento de propostas das empresas interessadas. O Município anunciou, no início deste ano, que passa a ser responsável pela fiscalização e controle da arrecadação na operação do serviço.

A Rek Parking, empresa que assumiu a operação da zona azul em 2012, ficou responsável pela administração do sistema durante 10 anos. Mas, no fim de 2017 a empresa rescindiu o contrato alegando prejuízos financeiros. Desde o dia 1º de janeiro a cobrança de estacionamento não é mais realizada.

Texto e fotografia: Sabrina Strack

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse