Geral Posts em destaque

Número de beneficiários do Programa Bolsa Família caiu nos últimos cinco anos

SENAC Novo Hamburgo

SENAC Novo Hamburgo

  •   
  •  

Região – O programa do Bolsa Família foi criado em 2004 e busca atender famílias que estão em situação de pobreza e de extrema pobreza, sendo estipulado limites de renda para que a família possa ser beneficiária ou não.

As famílias que se encaixam em situação de extrema pobreza não podem ter renda mensal maior que R$ 85,00 por pessoa. Já famílias que são consideradas em situação de pobreza devem ter renda mensal de R$ 85,01 a R$ 170,00 por pessoa. A escolha de quem entra ou não para o programa é estipulado por uma seleção, feita por um sistema informatizado, não tendo influência de qualquer pessoa nas escolhas.

Guilherme Pilger

Para poder participar desta seleção é necessário que seja realizado um cadastro no setor de Cadastro Único ou no Centro de Referência da Assistência Social (Cras) do município. O cadastro não garante que a pessoa será beneficiária. Tudo dependerá da seleção e do limite orçamentário do Governo Federal.


Os valores que as famílias e extrema pobreza recebem é R$ 85,00, mais R$ 39,00 ou R$ 46,00 por filho, variando conforme idade. Famílias em situação e pobreza ganham somente o valor estipulado por filho. Periodicamente, as famílias devem atualizar o cadastro para a verificação do recebimento do benefício ou a exclusão.

Especialização

As cidades de Araricá, Campo Bom e Nova Hartz oferecem cursos profissionalizantes para participantes do programa. Araricá e Campo Bom realizam cursos através do Programa Progredir, do Governo Federal.

Nova Hartz já tem a agenda dos cursos ofertados em 2018: Março: patchwork e carteiras feito com material reciclável; Abril: panificação e trufas
Maio: decoupage em mdf e garrafas; Junho: horta, plantas medicinais e fabricação de produtos como sabonetes; Julho: pintura em pano de prato e crochê; Agosto: bonecas de pano; Setembro: tiaras e saias alemãs com fuxico; Outubro: pedraria em chinelo e Novembro: compotas/doces e conservas em geral e reaproveitamento integral de alimentos.

Queda no número de beneficiários

Desde 2013 vem diminuindo o número de beneficiários em todo o país, o que fica mais nítido ainda na tabela acima, que contempla as cidades de abrangência do Jornal Repercussão. Essa diminuição se dá pelo fato que, nos últimos anos, o Governo Federal tem realizado um “pente fino” buscando esclarecer mais a situação financeira das famílias.

Conforme informado pelos municípios, muitos beneficiários estavam com os dados desatualizados e muitas vezes já não se encaixavam como beneficiários, além de se ter diminuído o número de famílias em situação de extrema pobreza.

As Prefeituras, por meios das suas Secretarias de Desenvolvimento Sociais e pelo Cadastro Único e CRAS, atualizaram dados e modernizaram seus sistemas. Exemplo disso é Nova Hartz, que criou a Carteirinha do Bolsa Família, onde é possível ter controle maior e mais frequente dos beneficiários.

Estatística do número de beneficiados com o Programa Bolsa Família*

Município         2013          2014           2015           2016         2017

Araricá                      417             354               264               197              241
Campo Bom          1.310            960               839              506              291
Nova Hartz              546             525               550              494              512
Sapiranga              3.379         2.475            2.169            1.770           1.397
Total                       5.652         4.314            3.822           2.967           2.441

*Fonte: Prefeituras. Consulta em janeiro de 2018

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse