Posts em destaque

Empreiteiro destrói patrimônio cultural em Campo Bom para abrir loteamento



  •   
  •  

Campo Bom – Um cemitério, na região do Quatro Colônias Norte (na Estrada Campo Bom/Dois Irmãos), onde há imigrantes alemães sepultados, está sendo destruído por um empreiteiro. O fato, inclusive, motivou familiares que possuem antepassados no local (que fica próximo da RS-239) a registrar um boletim de ocorrência na Delegacia de Campo Bom.

O campo-bonense João Alberto Wilborn, contatou a reportagem e denunciou o fato, que tem revoltado seus pais e parentes. “No meu caso, os meus avós estão sepultados nesse cemitério. Há túmulos datados de 1822 no local. Meu pai ficou muito abalado ao saber dessa destruição que está ocorrendo no local. É necessária uma providência para que a memória das famílias não seja destruída dessa forma”, protesta o campo-bonense, descendente de alemães.

A Prefeitura de Campo Bom informou que uma denúncia foi protocolada nesta quinta-feira (23), que o proprietário foi notificado e deve ser multado. Informações concedidas pela Administração revelam que o loteador havia solicitado a liberação para construir na área, mas como não contava com nenhuma estrutura de saneamento e licença ambiental, o empreendimento sequer contava com liberação do Poder Público.

Túmulos de 200 anos no local destruídos
Ainda de acordo com informações da Prefeitura de Campo Bom, o loteador derrubou árvores irregularmente, destruiu e passou por cima de túmulos históricos, alguns mais de 200 anos. Quando os fiscais da Prefeitura chegaram ao local, havia até demarcações de prováveis lotes. Porém, por se tratar de um empreendimento sem autorização legal da Prefeitura, a Administração não soube informar a totalidade de lotes que a área de 24 hectares passaria a contar.


Cemitério está em uma zona rural do Município
Outro detalhe é que o loteamento está em uma Zona Rural. Para poder construir lotes em regiões com estas características, o empreiteiro deveria contar com uma autorização da Prefeitura (o que ele não possui). Em áreas rurais, com autorização, é possível organizar lotes de no mínimo dois hectares.
O nome da empresa ou do empreiteiro não foram revelados pela Prefeitura de Campo Bom.

Fórum Setorial repudia ação de empreiteiro
O Fórum Setorial de Patrimônio Histórico e Cultural de Campo Bom emitiu uma nota, onde repudia a ação ilegal de destruição do antigo Cemitério do Quatro Colônias Norte..
Jorge Stocker Jr, integrante do Fórum, explica que o poder público municipal e a Promotoria do Ministério Público Estadual foram notificados, e espera que todo o dano cultural materializado nesta agressão seja revertido integralmente, através da recuperação cuidadosa de todas as lápides remanescentes; e que a sociedade seja indenizada também através de outras medidas compensatórias.

Histórico do Cemitério
O Cemitério do Quatro Colônias Norte é o cemitério mais antigo do município (iniciado entre 1826 e 1828) e que teria recebido o primeiro sepultamento oficial de Campo Bom, ainda anteriormente a inauguração do antigo Cemitério Evangélico no centro. No local encontram-se lápides dos imigrantes que ocuparam a região, das famílias Deuner, Ermel, Hoffmeister, Lauer, Reichert, Vetter e Willborn. O cemitério foi inventariado como Patrimônio Cultural de Campo Bom pelo IPHAE/RS em 2016.

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse