Documento de identificação será único - Jornal Repercussão Jornal Repercussão
10 de Fevereiro de 2018, 16:00

Documento de identificação será único

Jed_Comunicação Anúncio Site JR_PoupeCredi_2
Jed_Comunicação Anúncio Site JR_PoupeCredi_1

O Governo Federal lançou na segunda-feira (05), o projeto piloto do Documento Nacional de Identificação (DNI). O decreto foi assinado pelo presidente Michel Temer e busca unificar, em um único documento, RG, CPF, título de eleitor e Certidões de Nascimento e Casamento.

O documento será implementado aos poucos e, até julho, deve estar disponível a todos, através do aplicativo para smartphones e tablets. O DNI já havia sido sancionado em 2017, mas agora iniciou a fase de testes.

Nesta primeira etapa ele será utilizado apenas pelos servidores do Ministério do Planejamento e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em torno de 2 mil pessoas.

Para adesão ao documento, o usuário terá que baixar o aplicativo em seu telefone e ter registro biométrico na Justiça Eleitoral. Depois do download do aplicativo, e efetuado o pré-cadastro, o usuário deve comparecer a Justiça Eleitoral e validar os dados.

Por enquanto, o documento não inclui a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e cartão do SUS, mas o Governo vem realizando estudos para viabilizar convênio com órgãos públicos. O DNI tem validade em todo o território nacional.

Para evitar fraudes, o aplicativo vai exibir um QR Code. E, visando garantir a segurança do usuário, o código será alterado cada vez que o aplicativo for aberto. O documento ainda emitirá uma marca d’água com o dia e horário que a identificação foi gerada.

Decreto para refugiados

A cerimônia de lançamento do DNI também foi marcada pela assinatura do decreto que permite aos refugiados a emissão do documento provisório de registro nacional migratório. Com ele, o refugiado poderá ter CPF, carteira de trabalho e abrir contas em bancos.

Até então, o refugiado chegava ao país e recebia um protocolo, mas não tinha direito a identificação, o que abria brecha para o preconceito. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, comentou que, hoje, há quase 92 mil solicitações ativas de refugiados no país.

O presidente Michel Temer reforçou a importância do decreto. “É um avanço na identificação dos estrangeiros que solicitam refúgio em nosso país. Agora, o solicitante ganhará um documento que dará acesso à Carteira de Trabalho, ao CPF, à possibilidade de conta bancária. É uma medida que fortalece a situação de quem está vulnerável”, ressaltou.

anuncio-delicia-728-90

Campo Bom oficializa interesse em abrigar uma f...

Geral

40ª edição do Rodeio Nacional de Campo Bom de 2...

Entretenimento

Combate ao alcoolismo encontra apoio no A.A de ...

Geral
Delícia Padaria e Confeitaria
Delícia Padaria e Confeitaria

Campo Bom se destaca na região por ser única com controle populacional animal

Geral

Fé e animação buscam acolher jovens em Sapiranga

Geral

Sapiranga comemora seus 63 anos no dia 4

Entretenimento

FaberNet se destaca pela agilidade e inovação

Geral

Campo-bonense Emeli Schaffer brilha na França

Esporte
Delícia Padaria e Confeitaria
Delícia Padaria e Confeitaria

Praça Arlindo Weber sem prazo de entrega

Geral

Nova Hartz inicia ações para asfaltar Rua Dois de Dezembro

Geral

anuncio-delicia-728-90