Política

Vilmar fala em reduzir gastos com diárias e diz não ao 2° assessor

SENAC Novo Hamburgo

SENAC Novo Hamburgo

  •   
  •  

Austeridade | Petebista assume presidência da Câmara de Vereadores
Sapiranga – Mostrando simplicidade, o vereador Vilmar Machado (PTB), concedeu uma entrevista ao Repercussão e não fugiu das perguntas ásperas, como o desejo de parte dos vereadores em contratar um segundo assessor e dos gastos com diárias, que cresceu entre 2013 e 2014 (de 67 mil para 80 mil reais). “Sentaremos com os vereadores e o jurídico para encontrar uma solução”, garante Vilmar Machado.
Natural de Tenente Portela, Vilmar é filiado ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) desde o ano 2000. O atual presidente da Câmara de Vereadores disputou o cargo de vereador três vezes. Na primeira tentativa, no ano 2000, fez 445 votos e não se elegeu. Em 2004, obteve 804 votos e também ficou de fora. Na eleição seguinte em 2008, Vilmar Machado não concorreu, e em 2012, conseguiu 1.262 votos, sendo o quarto vereador mais votado em Sapiranga. 
A opinião de Vilmar em temas polêmicos
Segundo assessor
Os vereadores estão de recesso e ninguém procurou Vilmar até o momento. “Não pretendo ceder às pressões para a contratação de um segundo assessor. Essa é a minha palavra”, garante.
Vilmar lembra que não houve acordo na gestão do presidente Betinho (PP) e do seu antecessor (Guto-PMDB). “Não será eu que colocará o segundo assessor. Temos muitas outras necessidades.Como presidente, vamos trabalhar para o desenvolvimento da nossa cidade”, assegura. 
Gasto com diárias
Vilmar diz que tentará uma negociação com os vereadores para diminuir os gastos. “A comunidade está atenta aos gastos. Para trabalhar como vereador é necessário se expor. Vamos sentar com o jurídico da Câmara para estudar uma proposta”, diz.
Vilmar lembra que o vereador deve trabalhar com responsabilidade, sabendo que existe uma comunidade que precisa e deve ser valorizada.
Relação Prefeita e presidente
Disse que a prefeita está voltando de férias e certamente   sentará para conversar e trocar ideias daquilo que é bom para os moradores. “O prefeito não administra sozinho uma cidade. Vou dialogar com a prefeita, os secretários e farei algumas cobranças. Tenho o meu direito como vereador eleito pelos sapiranguenses de cobrar”, comenta.
Marca na presidência
Vilmar pretende usar conscientemente o dinheiro público. “Aquelas entidades que realmente são carentes e precisam de um apoio, sentaremos para conversar. Não podemos pensar só em gastar em folha de pagamento. Precisamos pensar em beneficiar àquelas pessoas que estão nas filas dos postos de saúde. Quero me reunir com a Prefeita, a juíza Paula Paradeda e a Brigada Militar, para debater sobre temas importantes, como a segurança”, garante. 
Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse