Polícia

VÍDEO: Menina com Síndrome de Down é sequestrada em Araricá e Polícia Civil prende autores


  •   
  •  

Araricá – O município viveu momentos de tensão na tarde e início da noite desta quarta-feira (18). Uma jovem de 21 anos, conhecida na cidade como Ritinha, e portadora de Síndrome de Down, foi sequestrada por volta das 14h45 da casa onde reside com a mãe, na Rua Campestre, no Centro.

De acordo com o chefe de investigação da Polícia Civil de Sapiranga, Carlos André Medeiros, informações de populares davam conta de que um veículo Honda Civic havia participado da ação, o que foi descartado. “Ficamos sabendo da ocorrência e nos deslocamos para Araricá. Em análise de câmeras de monitoramento de um estabelecimento comercial das proximidades, verificamos que dois homens em um Gol quatro portas de cor prata fizeram o sequestro”, disse Medeiros.



Conforme o policial, o veículo Gol se aproximou da residência por volta das 14h30 e ficou estacionado por alguns minutos. Um homem desceu do carro, foi até o portão da residência e conversou com uma pessoa (que não dá para ver nas imagens quem seria). Após, o motorista embarcou e foi embora. Porém, alguns minutos depois o carro volta ao local, a menina embarca no veículo onde estão dois homens e o mesmo sai de cena. A mãe da menina, que estava nos fundos da residência, apenas ouviu o carro arrancar e constatou a ausência da menina.

Criminosos foram presos a cerca de 1 km da residência

Em buscas pelas proximidades da casa da menina, a Polícia Civil localizou um veículo com as mesmas características do que cometeu o crime. “Ao ser abordado, o motorista empurrou uma pessoa dentro do carro, como se quisesse esconder alguém. Suspeitamos e mandamos todos descerem do carro, quando encontramos a menina. Isso já era cerca de 19 horas. Acredita-se que eles iriam dispensar a menina nas redondezas de sua casa”, frisa Medeiros. A Polícia Civil ainda teve que conter a população, que queria linchar os criminosos.

Menor com síndrome de down era assediada por um dos homens, conforme a mãe

Em depoimento à Polícia Civil, a mãe da menina disse que a mesma era assediada frequentemente por um dos indivíduos presos, que vendia rapaduras nas ruas de Araricá. “De acordo com informações, o senhor mais velho preso sempre brincava com a menina, que queria se casar com ela”, frisa Medeiros.

Também em depoimento na Polícia Civil de Sapiranga, para uma policial mulher, a jovem com síndrome de Down confirmou ter sido abusado e disse que os sequestradores fizeram ela tomar banho, mas sem molhar os cabelos, para que ninguém notasse nada de anormal após o fato. A menina foi encaminhada para o Departamento Médico Legal (DML), em Porto Alegre, para exame de corpo delito.


Em outra ocasião, no ano de 2013, a menina já havia sido vítima de abuso. Os criminosos foram presos também pela Polícia Civil de Sapiranga e permanecem detidos no sistema prisional até hoje.

Criminosos foram presos em flagrante

De acordo com o delegado Rafael Sauthier, que responde interinamente pela DP Sapiranga (nas férias do titular Fernando Branco), os homens serão enquadrados por sequestro qualificado e estupro de vulnerável. Ambos serão encaminhados para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Novo Hamburgo, onde aguardarão vaga no sistema prisional.

As identidades de ambos não foram divulgadas ainda. Um deles, de 49 anos, possui antecedentes por ameaça e lesões corporais. Já o homem mais velho preso, tem 62 anos, sem antecedentes criminais. Ambos são irmãos.

Veja o vídeo gravado pela reportagem na sede da Delegacia de Polícia de Sapiranga:

 

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 3.4K
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse