Dia a dia Polícia Posts em destaque

Preso homem envolvido no assassinato do sobrinho de Bárbara Paz. Adolescente autor dos disparos está foragido


  •   
  •  

Campo Bom – A Patrulha Tático Móvel (Patamo), um grupo de operações da Brigada Militar, prendeu na tarde de terça-feira, 15, Igor Gabriel de Lima Chagas, de 22 anos, na Rua Júlio Birck, bairro Vila Nova, em Novo Hamburgo.

Igor possuía um mandado de prisão expedido por homicídio cometido em janeiro de 2015, em Campo Bom. A vítima, Luan Paz Siqueira, à época com 18 anos, era sobrinho da atriz campo-bonense Bárbara Paz.



Durante ação policial realizada, Igor foi abordado e ao identificá-lo, os policiais constataram que havia um mandado de prisão expedido em seu nome pela Vara de Execuções Criminais de Campo Bom, com validade até 14 de agosto de 2024, devido ao assassinato do jovem Luan Paz.

Igor estava solto desde o dia 15 de outubro de 2018. Ele havia sido preso preventivamente e teve a prisão revogada. O crime ainda teve a participação de um menor, à época com 16 anos. O adolescente seria o autor dos disparos que vitimaram Luan, quatro anos atrás, em 11 de janeiro de 2015, e que repercutiu devido à visibilidade da atriz global Bárbara Paz, tia de Luan, e pelas características de execução observadas no crime.

Igor possui diversos antecedentes criminais

Igor possui antecedentes criminais por direção perigosa, homicídio, roubo a residência, ameaça e disparo de arma de fogo, roubo de veículo, receptação e prisão por cumprimento de mandado. Ele havia sido preso em abril de 2015, em Ivoti, sendo suspeito de integrar uma quadrilha de roubo a banco e já acusado pelo cúmplice de ter participado do assassinato de Luan Paz. Chagas é filho do suplente de vereador em Campo Bom, Marcelo Cecéu, preso em 12 de dezembro de 2014 acusado de ser o líder de uma de uma quadrilha especializada em extorsão e roubo de veículos.

 

 

 

 


O crime que repercutiu no país

O assassinato de Luan Paz teve grande repercussão no país, não só pelo parentesco da vítima com uma atriz da rede Globo, Bárbara Paz, mas pelo aspecto de crueldade envolvido no crime. Na noite de 11 de janeiro de 2015, um domingo, a vítima conversava com amigos em frente a uma residência na Rua Júlio Cesar Leal de Lima, no bairro Cohab Sul, quando um veículo Chevrolet Celta, de cor branca, se aproximou e alvejou Luan. O motorista teria diminuído a velocidade do automóvel, e então o jovem de 16 anos atirou três vezes. Depois, o motorista fez outra volta com o carro e o adolescente autor do assassinato atirou outras três vezes contra Paz, sem qualquer chance de reação para o jovem, que veio à óbito antes mesmo da tentativa de socorro.

Crime teve a participação de um adolescente

A execução de Luan teve a participação de um adolescente, à época com 16 anos. Após ter o pedido de prisão decretada pelo delegado interino, Ernesto Clasen, o jovem se entregou a Polícia. Em depoimento, ele admitiu ser o autor dos disparos e informou que recebia ameaças da vítima. Ele revelou ainda a participação de Igor Chagas, à época com 18 anos, no crime. O adolescente cumpria medida socioeducativa na Fase NH, porém atualmente está foragido.

Repercussão acompanha todos os desdobramentos do caso


Relembre o caso de grande repercussão

Luan Paz Siqueira foi assassinado na noite de 11 de janeiro de 2015, na frente de uma residência, na Rua Júlio Cesar Leal de Lima, no bairro Cohab Sul. O jovem estava conversando com amigos, quando um veículo Chevrolet Celta, de cor branca, se aproximou e alvejou Luan. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou a ser acionado, mas ao chegar constatou o óbito de Paz.

O delegado interino da Polícia Civil de Campo Bom, Ernesto Clasen, solicitou a prisão dos acusados do crime, o adolescente e Igor Chagas. Luan foi alvejado pelo menos seis vezes. De acordo com informações, o motorista teria diminuído a velocidade do automóvel, e então o jovem de 16 anos atirou três vezes. Depois, o motorista fez outra volta com o carro e o jovem autor do assassinato atirou outras três vezes contra o sobrinho de Bárbara Paz.

No dia 28 de janeiro de 2015, um adolescente, à época com 16 anos, se apresentou a Polícia Civil de Campo Bom alegando ser o autor dos disparos que vitimaram Luan. Ele alegou ainda que vinha sofrendo ameaças da vítima. Durante depoimento, o adolescente afirmou que Igor Gabriel de Lima Chagas, à época com 18 anos, estava com ele no veículo. O adolescente foi apreendido e encaminhado à Case de Novo Hamburgo (antiga Febem).

Igor Chagas finalmente foi preso em 9 de abril de 2015, após operação realizada pela Brigada Militar em Ivoti. Ele era suspeito de integrar um quadrilha de roubo a bancos. Na manhã do dia 9, também teria supostamente participado de um assalto a residência de um gerente de banco na cidade de Ivoti. Chagas é filho do suplente de vereador em Campo Bom, Marcelo Cecéu, preso em 12 de dezembro de 2014 acusado de ser o líder de uma de uma quadrilha especializada em extorsão e roubo de veículos.

Fotos: Arquivo JR / Arquivo Pessoal

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 766
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse