Polícia Posts em destaque

Pedágio de Campo Bom volta a ser alvo de bandidos armados



  •   
  •  

De novo | Empregados denunciam que local está sem segurança armada desde o final de setembro

Campo Bom – Em menos de dois meses (nos dias 23 de agosto e 3 de outubro), o pedágio de Campo Bom foi alvo por duas vezes de roubos.

Era 1h10 da madrugada de sábado (3), quando seis indivíduos armados de pistolas e revólveres anunciaram o roubo. Enquanto o motorista esperava dentro da caminhonete Hyundai IX 35 Vera Cruz, cinco suspeitos armados desceram e roubaram o dinheiro e pertences dos operadores das quatro cabines de pedágio que estavam em funcionamento no momento do crime.

Nas duas ações criminosas, os autores levaram quantias em dinheiro não reveladas pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) e pela Polícia Civil. Mas, informações obtidas pela reportagem revelam que os valores roubados podem ultrapassar os R$ 5 mil. O prejuízo só não foi maior por conta do horário do crime. Nas duas oportunidades, o sistema de câmeras da praça de pedágio filmou as ações dos assaltantes.

Câmeras podem contribuir na identificação dos suspeitos

Conforme a Polícia Civil de Campo Bom, imagens do circuito de monitoramento da Praça de Pedágio foram requisitadas e serão analisadas. Todo veículo que chega no pedágio tem a placa filmada por câmeras. A gerência do pedágio deve comparecer na Delegacia de Campo Bom para detalhar a ação dos bandidos.

Imagens restritas

As imagens do momento do roubo foram solicitadas pelo Repercussão à Polícia Civil. Porém, o delegado, Clóvis Nei da Silva, informou que não possui autorização da empresa que administra o pedágio para repassar as imagens do momento do crime.


Funcionário relata momento de terror

O Jornal Repercussão contatou um funcionário que trabalhava no pedágio no momento do crime. Por questões de segurança, ele não terá o seu nome revelado para evitar qualquer tipo de represálias, tanto dos criminosos quanto da empresa que administra a praça de pedágio.

O funcionário disse que cada um dos cinco elementos desceu do veículo e foram em direção aos alvos pré-estabelecidos (as quatro cabines abertas e a parte administrativa do pedágio). “Todos estavam armados com revólveres e pistolas. Não chegaram a agredir ninguém. Eles apenas ficaram inquietos quando uma funcionária deixou cair um objeto no chão”, relembra.

A ação de sábado não é a primeira que ele presenciou. Em agosto, um motoqueiro armado roubou mais de R$ 200,00 de uma das cabines do pedágio de Campo Bom. “Todas as praças de pedágio estão sem segurança desde 30 de setembro. Isso aumenta a nossa insegurança”, denuncia.

O diretor-presidente da EGR, Nelson Lidio Nunes, explica que a empresa que opera a Praça de Pedágio de Campo Bom, possui responsabilidade pela segurança do local. “A operacionalização é por conta e risco do contratado. Temos seguro de tudo. Precisamos é preservar a vida das pessoas que operam na Praça de Pedágio”, comenta o presidente.

Questionado sobre a existência de câmeras de monitoramento no local, o diretor-presidente revela que existem câmeras e a vigilância é feita à distância no centro de controle, em Porto Alegre. “Temos o controle e imagens de todos os veículos que passam na Praça. Sempre deixamos à disposição dos órgãos de segurança e da Justiça as imagens”, esclarece Nelson Lidio Nunes.

Crédito da foto: Arquivo EGR

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse