Dia a dia Polícia

PC volta a prender ex-membros da Comunidade Terapêutica Ferrabraz


  •   
  •  

Sapiranga – O fechamento da Comunidade Terapêutica Ferrabraz – que ocorreu no final de julho – segue com desdobramentos. Esta semana, a Polícia Civil obteve autorização do Poder Judiciário e cumpriu novos mandados de prisão preventiva contra ex-membros da comunidade. Esta é a 2ª etapa da Operação Ferrabraz, e ao todo, foram presos 11 ex-integrantes na ação policial desta semana. Entre os presos está um ex-membro da Ferrabraz, que na terça-feira (11), tentou cometer um roubo no bairro Amaral Ribeiro, mas, a vítima, armada com uma faca, atingiu o indivíduo na perna.

O delegado da Polícia Civil de Sapiranga, Fernando Pires Branco, ressalta os detalhes da ação desta semana. “São os mesmos 12 indivíduos presos na primeira etapa, em julho, com excessão do Ivan Carlos de Oliveira, 44 anos, que acabou morto e seu corpo foi encontrado carbonizado no dia 14 de julho”, explicou Fernando Branco.



Prisões para não atrapalhar as investigações


A Polícia Civil possui dois inquéritos em andamento e que envolvem membros e ex-membros da Comunidade Terapêutica Ferrabraz. O primeiro deles – e que foi alvo dos mandados de prisão preventiva dessa semana -, investiga os casos de maus-tratos, cárcere privado, formação de milícia, entre outros crimes cometidos pelo responsável da comunidade terapêutica e ex-membros. Os presos nesta segunda etapa da Operação Ferrabraz foram capturados em Sapiranga (quatro presos), um em Cachoeira do Sul, e os outros em Santo Antônio da Patrulha, Taquara, São Leopoldo. A prisão dos 11 indivíduos ocorre novamente porque, sistematicamente, estavam atrapalhando as investigações da Polícia Civil. (Confira mais detalhes clicando aqui).

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 315
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse