Polícia Posts em destaque

Estatísticas refletem queda nos números de casos de furto e roubo de veículos na região


  •   
  •  

Região – As estatísticas que revelam os casos de roubo e furto de veículos na região vem refletindo um trabalho positivo das forças de segurança contra este tipo de crime. Os números vêm numa decrescente e 2018 seguiu neste ritmo. Todos os municípios da região, Sapiranga, Campo Bom, Nova Hartz e Araricá, registraram um número total de furtos e roubos menor em 2018, na comparação com 2017 (veja quadro abaixo).

Em Sapiranga, enquanto o número de furtos aumentou em 9 casos, o de roubos diminuiu em 17 ocorrências. O delegado da cidade, Fernando Pires Branco, salienta que os casos em Sapiranga são principalmente situações em que os criminosos roubam para cometer outros delitos com o veículo. “São casos em que os carros são subtraídos para serem clonados e o fator principal, que é o comércio irregular de peças”, salienta Branco, reforçando a velha máxima de que a população pode ajudar a combater, simplesmente não comprando peças de comércio paralelo. Em relação a uma reportagem, recentemente veiculada, de carros sendo levados para o Uruguai, o delegado esclarece que em Sapiranga não há registro deste tipo de delito, mas salienta que o problema é complexo e não se relaciona apenas com o tráfico de drogas.



“Existem casos de roubo e furto de veículos em que os carros são levados para o exterior para serem trocados por drogas. Porém não é o preponderante na nossa região”, finaliza o titular em Sapiranga.

Indicadores criminais da SSP do estado demonstram um quadro geral de queda nos casos


Polícia Civil e Militar avalia

Coronel João Ailton Iaruchewski, comandante do 32 BPM

“Houve quedas nos dois indicadores em Campo Bom, Nova Hartz e Araricá. E Sapiranga, houve queda nos roubos e um aumento de 6,25% nos furtos de veículos. Este aumento se deve ao fato de que nos meses de agosto, setembro e outubro tivemos 57 ocorrências. Período que identificamos a quadrilha que agia em Sapiranga, com a prisão de dois indivíduos. Após isso, os números mitigaram sensivelmente. Cabe destacar que o trabalho desenvolvido nos quatro municípios considera, principalmente, a análise criminal do cenário, que realizamos sistematicamente, no mínimo, uma vez por semana. Com base nisso, passamos a desenvolver operações com o objetivo de diminuir os índices de criminalidade nesses municípios. Outra ferramenta importante, concerne ao videomonitoramento, o que inibe consideravelmente a ação dos delinquentes. Também trabalhamos com ações de inteligência para monitorar e identificar os delinquentes que agem na nossa área de ação. Entendemos que o furto e roubo de veículos têm sua relação com o tráfico de drogas. Mas também servem para alimentar as auto peças e futuros roubos a estabelecimentos.”


Delegado Rafael Sauthier, delegado de Parobé, interino na DP de Campo Bom.

“A diminuição nos índices ocorreu em toda a região do Vale do Sinos. É possível se afirmar que algumas das causas se deve a uma série de medidas adotadas pelas polícias. Uma delas foram as operações em conjunto entre a PC, BM, guardas municipais, corpo de bombeiros, PRF, IGP. Houveram diversas operações conjuntas. Isso tem um efeito muito positivo. Outro ponto importante foi a adoção, de forma mais usual, dos retratos falados. Então as ocorrências de furto e roubo de veículo, também outros crimes, sempre que alguém registrava a ocorrência, se encaminhava a vítima para o retrato falado, feito pelo IGP. A partir deste retrato falado, diversos autores deste tipo de crime acabaram sendo processados e presos. E as diversas operações que a PC adotou, todas as delegacias da região fizeram grandes operações. Houve uma ofensiva contra o crime organizado de modo geral. Isso, sem dúvida, se reflete na redução destes índices.”

Texto: Sabrina Strack

Fotos: Arquivo JR

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 148
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse