Geral

“Soldado romano” atingido em Nova Hartz diz que já perdoou agressor


  •   
  •  

Nova Hartz – A Páscoa é um momento de reflexão, perdão e renovação. E é com esse pensamento que Samir André Rodrigues, 23 anos, que interpretava o soldado romano agredido com um capacete por um homem durante a peça Paixão de Cristo, garante: “Ainda não tive oportunidade de conversar com o agressor, pois tive que continuar atuando na peça naquele momento, mas ele pode ficar tranquilo, pois já o perdoei. No meu coração, na mesma hora já o perdoei, pois essa é a principal mensagem a ser transmitida também através da peça apresentada”, disse.

Devido às vestimentas que utilizava para representar o soldado romano, incluindo um “capacete”, Rodrigues não teve ferimentos, mas se assustou na hora da agressão: “Na hora eu não entendi. Achei que tinha caído por cima de mim um dos ladrões da peça que estavam sendo crucificados. Aí olhei para o lado e vi aquele cara, meio perturbado, dizendo que não iria deixar Jesus morrer”.



Mesmo com o incidente, a peça foi finalizada momentos após, e mais uma vez, foi aplaudida pela comunidade que acompanhava a apresentação na Praça do Trabalhador.


O fato inusitado foi noticiado por veículos de comunicação do Rio Grande do Sul, do centro do país e até mesmo do exterior.

Foto: Arquivo Pessoal

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse