Geral Posts em destaque

Prefeitura de Sapiranga realoca indígenas que estavam sob o viaduto da São Luiz

SENAC Novo Hamburgo

SENAC Novo Hamburgo


  •   
  •  

Sapiranga – A Prefeitura de Sapiranga, através das Secretarias Municipais de Assistência Social e de Obras Públicas e Serviços Urbanos, com acompanhamento de representante da Funai, realizaram nesta manhã de quinta-feira (28), o atendimento e realocação pacífica de grupos indígenas que estavam sob o viaduto da RS-239, no cruzamento da Rua Presidente Kennedy. Priorizando a segurança e bem estar dos assistidos, o Município, com o aval da Funai, fez a realocação pacífica para área na qual já estavam acampados outros membros da tribo. O local sob a RS-239 era de grande fluxo de veículos e havia risco de atropelamentos, principalmente de crianças, e desde outubro o Município buscava soluções, sempre respeitando os direitos dos indígenas, mas insistindo que era necessária a saída do local devido à questão de segurança, e também, de higiene no local. A Secretaria de Obras está limpando o espaço e buscando reorganizar a área para evitar novas ocupações no local que é perigoso. Os secretários municipais Jossara Cardoso (Assistência Social) e Eduardo Freese (Obras), juntamente com Maurício Sanches (agente de indigenismo da Funai) coordenaram a realocação dos indígenas.

Na terça-feira (26) a Secretaria de Assistência, Conselho Tutelar e Funai já haviam realizado abordagem na área ocupada por indígenas para tratar sobre as questões de segurança do local, principalmente em relação às crianças, que seguidamente atravessam a via que tem grande movimento de veículos. “Desde o início da ocupação buscamos uma solução pacífica, pois temos que respeitar os direitos dos povos indígenas. Nosso principal objetivo era o de proteger as crianças que correm risco de atropelamento pelo tráfego intenso de veículos no local”, explica a secretária municipal de Assistência Jossara Cardoso, destacando que o Município havia oferecido uma outra área para o acampamento, com melhores condições de permanência. Após várias tentativas, a saída pacífica acabou ocorrendo nesta manhã de quinta-feira. “Sob a orientação do agente da Funai, levamos o grupo e seus pertences para área indicada onde já estavam outros indígenas. Agora estamos limpando o espaço e providenciando, com aval da Polícia Rodoviária Estadual , uma barreira para que não haja nova ocupação no local que oferece risco à segurança por ser estar em passagem de intenso tráfego de veículos”, explica o secretário Freese.

Guilherme Pilger

 

Fonte: Prefeitura de Sapiranga

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse