Geral

Obras de pavimentação seguem em Nova Hartz



  •   
  •  

Nova Hartz – Há cerca de duas semanas, o secretário de Planejamento Urbano e Captação de Recursos de Nova Hartz, William da Silva, repassou ao Jornal Repercussão uma tabela com todas as emendas parlamentares que beneficiarão o Município.

Ao circular pela cidade na tarde da terça-feira, 5, a reportagem constatou diversas obras de pavimentação de vias em andamento. E dentre as emendas apresentadas estava a de R$250.000,00 para Pavimentação das Ruas das Margaridas e Cerejeiras, no bairro Primavera. O recurso foi destinado pelo deputado federal José Fogaça (MDB) junto ao Ministério das Cidades, conquistado pelos vereadores Oseas e Neiva.

As obras nesses locais devem, segundo o secretário William, iniciar na próxima segunda-feira, 11. “A ordem de início foi dada hoje, terça-feira, dia 5”, destaca William. A empresa ganhadora do processo licitatório, CW Obras e Pavimentações LTDA, é responsável por ambas as obras. Sendo assim, com a ordem de início fixada para segunda-feira, 11, o tempo estimado para finalização das duas ruas é de quatro meses.

A Rua das Cerejeiras será pavimentada com bloquetos em toda a sua extensão, de 84,15 metros. Da mesma forma, a Rua das Margaridas, que possui 110,5 metros. O custo total licitado para a obra, incluindo as duas ruas é de R$216.012,72.

Trabalho acontece conforme emendas são enviadas pelos deputados


William da Silva reforça a importância das obras de pavimentação das estradas do Município. “Sem dúvida nenhuma é um alívio para a comunidade. Sair do chão batido, ter um pavimento na frente de casa. É outra expectativa”, destaca o secretário. “Se nós pudéssemos, a gente pavimentaria todas as ruas do Município que tem chão batido. Mas não dispomos de recurso financeiro. Então, a medida que os deputados vão mandando emendas, a gente vai conseguindo financiamentos”, explica.

Foco em não gerar retrabalho

Conforme o engenheiro civil da prefeitura, Maximiliano Bauer, primeiramente será feita a drenagem, sendo que o boletim de medição deve ser emitido até o dia 8 de julho, em função das leis eleitorais. Ele ainda explica que como as obras serão semelhantes, os serviços, em diversas situações ocorrem de forma simultânea, para aproveitar maquinário e pessoal. Ainda, a rede de água será deixada pronta para que a Corsan consiga, de forma simples, efetuar a conexão do encanamento, sem precisar furar novamente a pavimentação, evitando desperdício de tempo e dinheiro. “Todas as ruas que estamos pavimentando agora, a gente já tem essa preocupação de deixar essa parte pronta. Senão depois gera um retrabalho. Na verdade é rasgar dinheiro”, justifica o secretário William.

Texto e fotografias: Sabrina Strack

Criação de SItes Sapiranga

  •   
  •  
  • 34
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse