Geral Posts em destaque

Nova Hartz interdita salas de aula e inicia diagnóstico na EMEI Ursinhos Carinhosos



  •   
  •  

Nova Hartz – O prédio da Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Ursinhos Carinhosos, no bairro Primavera, enfrenta nos últimos três anos problemas estruturais, mas a situação se agravou nos últimos seis meses. Rachaduras e goteiras afetam salas de aula, o refeitório, além da secretaria, onde se concentra o problema mais grave, pois colocava em risco a integridade dos servidores do Município.

O atual espaço onde funciona a escola, antigamente abrigou o Centro Comunitário do bairro e foi inaugurado em 1992. Diante da necessidade de intervir no local, a Secretaria de Planejamento e Captação de Recursos, promove um diagnóstico do solo para entender o que tem provocado os graves problemas estruturais nos ambientes da escola.

A direção da escola informou que os problemas foram confirmados. Porém, foi explicado que as crianças não frequentam mais os ambientes das salas e espaços afetados pelas questões estruturais da escola. “Uma empresa, desde a semana passada, está atuando em nossa escola. O maior problema que enfrentamos é com a parede onde está a secretaria da Escola”, disse membro da direção.

A secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Veronice Zandoná, revelou que após as primeiras constatações, ficou claro que o problema na escola é maior do que era imaginado. “Esperamos resolver tudo o mais breve possível”, projeta.

Secretário explica situação


O secretário de Planejamento, William da Silva, disse que por muitos anos, quando a escola registrava rachaduras nas paredes, a providência das antigas administrações era de tapar com cimento e pintar esses ambientes. “Contratamos uma empresa – a Serralheria Nova Hartz – para saber o que realmente está ocorrendo com a escola. Fizemos poços de inspeção para verificar anomalias no terreno”, disse o secretário.
Somente após a entrega do diagnóstico pela empresa contratada à Prefeitura é que a Administração decidirá qual medida será adotada. “Estamos estudando o que fazer. Temos impactadas a secretaria e duas salas, afetando, aproximadamente, 60 alunos. Algumas crianças foram transferidas para a Escola Leonel Brizola. Outras crianças, estão em sala de aula na própria escola. A situação é bem difícil e estamos atentos”, disse o secretário.

Obra ainda deve demorar

A secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Veronice Zandoná, explicou que o remanejo das crianças foi encerrado na terça-feira da semana passada. “Foram quatro salas e quatro turmas afetadas. Optamos por essa mudança pensando na segurança das crianças. Por isso que tiramos elas desse ambiente. Dessa forma, duas turmas ficaram na própria Ursinhos Carinhosos e outras duas turmas remanejamos para a Escola Leonel Brizola. Na própria Ursinhos Carinhosos, adaptamos uma sala de vídeo e a brinquedoteca da escola. Por outro lado, na Leonel Brizola, que também recebeu duas turmas, readaptamos a sala dos professores e a biblioteca, que passou a ser sala de aula. Sabemos que não é o ideal. Prezamos pela brinquedoteca e pelos demais ambientes. Mas, nossa preocupação é com a segurança de todas as crianças e professores”, destacou a secretária Veronice Zandoná.

Fotografia: Reprodução

Criação de SItes Sapiranga

  •   
  •  
  • 196
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse