Geral

Hábitos orais nocivos


  •   
  •  

Cuidados | Fonoaudióloga fala de hábitos a serem evitados

Por Cleone Blos R. Fabris, fonoaudióloga
Atua na Clínica Leben – Sapiranga



Hábitos orais nocivos são hábitos prejudiciais que podem acarretar em sérias implicações no desenvolvimento adequado da criança. É muito comum em crianças hábitos ligado à região da boca. Você já parou para pensar nas consequências destes hábitos no desenvolvimento da criança?

Os hábitos orais são padrões de contração muscular aprendidos, tais como sucção digital, roer unhas, sucção de mamadeira e chupeta que, quando persistentes, podem provocar alterações e interferir no padrão normal de crescimento facial, interferindo também na forma das arcadas dentárias. Interferem no desempenho das funções estomatognáticas, que são: a respiração, a mastigação e a deglutição. Podem ainda provocar alterações na produção da fala.

Mamadeira e chupeta pode?
O uso prolongado desses hábitos pode provocar alterações como: diminuição da força das bochechas; alteração de respiração; alterações na mastigação; problemas na posição dos dentes; alterações de fala.


Chupando o dedo
Este hábito provoca alterações faciais, dentes não ocluem corretamente e ocorre a alteração da mobilidade e postura da língua, o que favorece a respiração pela boca e uma forma errada de engolir.

Onicofagia
É o hábito de roer unhas, aparece por volta dos 4 ou 5 anos de idade, pode causar má oclusão dentária. Além disso pode causar o transporte de germes das unhas até a boca, provocando danos à saúde.

Caso seja necessário o uso de bico ou mamadeiras, sempre utilizar os bicos ortodônticos e pelo menor tempo possível, evitando e minimizando possíveis problemas futuros.

Crédito da foto: Divulgação

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse