Geral

FIRJAN mostra o desenvolvimento dos municípios


  •   
  •  

Região – Um dos estudos mais respeitados no Brasil – o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), ano base 2016 -, foi divulgado recentemente. O levantamento, organizado por economistas, advogados e matemáticos avalia o desenvolvimento socioeconômico dos municípios brasileiros em três áreas: saúde, educação e emprego e renda. Todos os dados utilizados para construir o índice IFDM são construídos com base em estatísticas oficiais, a partir de dados declarados pelos municípios à Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Nos últimos três anos (2014 a 2016), por exemplo, Araricá evoluiu, saltando da 349º posição para o 289º lugar. Campo Bom, em 2015 – ou seja, no ano anterior ao atual estudo, figurava na 2ª colocação no Estado. Desta vez, aparece em terceiro. Nova Hartz, que estava na posição 174º, em 2014, em 2016 caiu para a 206ª posição. E, Sapiranga, da posição 54ª em 2014, caiu para 63ª posição em 2016.
O município com a melhor colocação no Estado no índice Firjan é Vale Real (que está em 4º no Brasil). Quem está em 1º no País é Louveira/SP.



De 2014 para 2016, além de perder pontos no índice geral (de 0,8275, em 2014, para 0,8082, em 2016) Sapiranga perdeu posições na área do emprego e da renda (de 0,7841, em 2014, para 0,6653, em 2016). Porém, neste quesito, Sapiranga é um dos municípios que mais gera vagas de emprego no Vale do Sinos, conforme dados do Ministério do Trabalho e Emprego (CAGED).

Em Campo Bom, um dos maiores índices obtidos foi na educação: 0,9350 e na saúde 0,9412. No aspecto do emprego e renda, Campo Bom ocupa a 20ª posição no estado, na educação a 23ª posição e na saúde a 74ª posição.

A realidade em Araricá


Na área de geração de emprego e renda, o município aparece na posição 227ª. No aspecto da educação, o município figura em desenvolvimento atrás de todos os municípios da região, ficando na 231ª posição. Outra área com avaliação ruim em Araricá foi a saúde: índice 0,8033 o que lhe rendeu a 419ª no estado entre 496 municípios.

A realidade em Nova Hartz

Conforme o estudo do Firjan, o município apareceu na posição 379º na área da saúde. Na área da educação, ficou na posição 227º em todo o estado e na posição 142º no quesito emprego e renda. Por exemplo, no mesmo estudo da FIRJAN, mas em 2005, Nova Hartz aparecia na 574ª, e agora, na 2.179ª nacionalmente.

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 46
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse