Geral

Dois residenciais serão lançados em Sapiranga


  •   
  •  

Sapiranga – Os moradores do município terão mais duas opções de moradia com qualidade. Dois condomínios serão lançados na sexta-feira 22 de novembro, às 19h no Centro Municipal de Cultura Lúcio Fleck. As inscrições serão realizadas pela Prefeitura Municipal, por meio do Minha Casa, Minha Vida, da Caixa Econômica Federal (CEF). 
O Viver Bem 1 e o Viver Bem 2 contemplarão famílias que recebam acima de 3 salários mínimos (R$1.600,00). O projeto prevê a construção de um prédio, que acomodará 200 apartamentos e o outro com 216. Os apartamentos terão dois dormitórios, uma sala, uma cozinha e um banheiro. Para cada apartamento será disponibilizado um estacionamento.
O secretário geral de Governo, Flávio Konzen, frisa que o local terá uma infraestrutura completa, com uma ampla área de lazer, quadras esportivas, playground, chimarródromo e quiosque.
Os dois condomínios serão construídos lado a lado no Bairro São Luiz, na Rua 27 de maio esquina com a Rua Presidente Kennedy. Porém, os dois residenciais terão suas áreas independentes.
Procedimentos
Os interessados em financiar um apartamento devem se inscrever na Prefeitura Municipal de Sapiranga. Os documentos necessários para inscrição são CPF e Identidade. 
Se houver necessidade, a prefeitura informará os demais documentos nesta primeira etapa, que prevê a análise do perfil do morador, além de sua situação financeira. No mesmo dia, os interessados poderão ver o prospecto com o projeto do local e já podem escolher o apartamento e o andar que gostariam de comprar.
Após a aprovação, a Caixa Econômica Federal entrará em contato com os selecionados para dar prosseguimento no financiamento. Os documentos para a segunda etapa são: RG, CPF, comprovante de residência, certidão civil ou registro de nascimento,  três últimos contra-cheques, declaração do IR com recibo de entrega na Receita Federal e cópia da carteira de trabalho. Poderá ser escolhida a forma de financiamento, com os prazos do Programa Minha Casa, Minha Vida. 
O projeto poderá ser 100% financiado, sem taxa de entrada. De acordo com a renda familiar será definido o valor do subsídio, que pode chegar até R$ 17 mil. A Caixa Econômica Federal se baseia, conforme o Programa Minha Casa, Minha Vida, no valor dos salários e da capacidade de endividamento da família.
Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse