Geral

Corepe dará aval para melhorias na RS–239


  •   
  •  

Região – Ao empossar recentemente os integrantes dos Conselhos  Comunitários das Regiões das Rodovias Pedagiadas (Corepes), o governador do RS, Tarso Genro, deu o recado: quer a sociedade definindo quais os investimentos que serão prioritários nas rodovias com pedágios no Estado. E entre as vias que a partir de agora terá um Corepes está a RS-239.
Com a primeira reunião marcada para a próxima terça-feira (26), às 10h, na Universidade Feevale, o Corepe da RS-239 precisará agir com urgência e cobrar da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) e Estado, melhorias urgentes na rodovia.
Representando os vereadores do Vale do Sinos, o atual vereador de Nova Hartz, Valentin Melo de Thomaz, é membro do Corepe da RS-239 e frisa as primeiras demandas que levará para o conselho. “Sou contra a liberação do pagamento de pedágios para cidadãos de Campo Bom. Isso irá influenciar na migração de placas para este município. Além disso, temos ações urgentes, como o acesso em Nova Hartz e passarelas e laterais da rodovia em Sapiranga”, explica.
Verba está disponível no caixa da EGR:
*Valentin acredita que as melhorias possam ser feitas já no início de 2014.  “Já existe mais de R$5 milhões no caixa da EGR para obras na RS-239”. A ideia é que a EGR invista 80% da arrecadação no pedágio e que 20% fiquem destinados para os custos operacionais da praça pedagiada.
* “Estamos vivendo o momento culminante para este novo modelo de pedagiamento no Estado, que é baseado na transparência e na participação da sociedade”, afirmou Tarso Genro na posse dos Corepes.
*O presidente da EGR, Luiz Carlos Bertotto, ressaltou a importância da participação social para o sucesso do modelo de gestão sugerido.
Os Conselhos Comunitários das Regiões das Rodovias Pedagiadas (Corepes) são órgãos previstos na Lei 14.033/2012, que criou a Empresa Gaúcha de Rodovias, para garantir a participação das comunidades na tomada de decisão a respeito da aplicação dos recursos obtidos pela EGR com a cobrança de pedágios.
Cada Conselho Comunitário das Regiões das Rodovias Pedagiadas será composto por 16 conselheiros. Os membros dos Corepes terão mandato de dois anos, podendo ser reconduzidos de acordo com a indicação dos seus respectivos segmentos, e reeleitos para mais um mandato apenas. O cargo não é remunerado.
Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse