Geral

Consórcio paralisa transporte público em Campo Bom e ônibus circulam parcialmente

SENAC Novo Hamburgo

SENAC Novo Hamburgo

  •   
  •  

Campo Bom – Com prejuízos acima dos R$ 135.000,00 devido à defasagem tarifária e a constante alta nos insumos (pneus e combustíveis), o Consórcio Público Campo Bom (que reúne as empresas Stadbus e Viação Campo Bom) paralisaram parcialmente o serviço. A decisão ocorreu na manhã desta quarta-feira (14) e deixa centenas de pessoas sem transporte público. Na semana passada, de forma exclusiva, o Jornal Repercussão publicou uma reportagem sobre as dificuldades enfrentadas pelo Consórcio. Leia a reportagem aqui.


Confira a nota da Prefeitura de Campo Bom.

Guilherme Pilger

A Prefeitura de Campo Bom vem à público prestar esclarecimentos quanto a paralização temporária do serviço de transporte público municipal ocorrido na manhã desta quarta-feira, 14, serviço esse prestado pelo Consórcio formado pelas empresas Viação Campo Bom e Stadtbus.

O prefeito Luciano Orsi, o chefe de Gabinete Tiago de Vargas, o presidente do Conselho Municipal dos Transportes Públicos Urbanos Fabiano Feldes e o assessor jurídico Pedro Azevedo, se reuniram em caráter emergencial com representantes do Sindicato dos Motoristas ainda na parte da manhã para debaterem sobre a paralização. Durante o encontro, a Administração Municipal recebeu as reivindicações dos condutores, que alegam estarem há cerca de dois meses com seus salários atrasados por parte do Consórcio. Foi explicado que o Município mantém suas obrigações financeiras junto ao Consórcio devidamente em dia, mas que a Prefeitura se encontra disposta a interceder junto aos administradores do Consórcio, para que tomem providencias para regularizar o pagamento de seus funcionários. Ficou acordado com os condutores que o transporte seria retomado ainda no final da manhã, restabelecendo o atendimento à população.

A questão do reajuste solicitado pelo Consórcio será discutida nesta quinta-feira, 15, em reunião do Conselho Municipal dos Transportes Públicos Urbanos, o qual será responsável por apresentar um parecer sobre um possível reajuste da tarifa de ônibus.

Quanto a alegação do Consórcio que haveria empresas trabalhando de forma concorrente a ela no perímetro do município de Campo Bom, é de conhecimento do Consórcio que é a Metroplan a responsável pela fiscalização do referido transporte, pois é ela quem concede a concessão para a realização de tal serviço e define os parâmetros.

Salientamos que o Município sempre está disposto a procurar a conciliação e a chegar a uma proposta que seja viável tanto para a empresa de transporte público, bem como para a comunidade e o Município, não se furtando de defender o direito do usuário de usufruir de um transporte público de qualidade e com tarifas acessíveis. Reforçamos ainda que mantemos todas as nossas obrigações junto à empresa devidamente em dia, e que estamos tomando todas as providências necessárias a fim de garantir a continuidade do atendimento à população.

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse