Geral

Carteira Nacional de Habilitação deve passar por novas mudanças



  •   
  •  

Anunciado em dezembro pelo Ministério das Cidades, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) terá o formato de cartão de crédito/débito. O objetivo é oferecer soluções mais seguras e modernas para a população.

O documento teria um formato de cartão inteligente contendo microcontrolador (chip). A CNH passará a ser oferecida em um suporte de cartão plástico, tipo policarbonato, deixando de ser emitido em papel como é hoje.

Conforme estudo realizado pela Universidade de Brasília (UNB), a pedido do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o novo documento traz como vantagens a durabilidade e resistência. Além disso, há possibilidade de inserção de dados e informações relativas aos condutores, embutidos nos chips.

Com o novo formato da CNH, ela poderá ter novas funcionalidades, como: fiscalização mais rápida e off line (sem o uso de dados), utilizando telefones celulares; pagamento de pedágio; pagamento de transporte público; controle de acesso a prédios públicos, universidades, estacionamentos; identificação através de comparação biométrica (as digitais estarão carregadas dentro do chip e poderão ser usadas para validar a identidade em bancos, serviços públicos, entre outros). Mas, para a mudança ocorrer, deverá ser realizado um convênio com as entidades através do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).


Período para se adaptar a nova mudança

Os órgãos e entidades executivos de trânsito dos Estados e do Distrito Federal, os Detrans, terão até o dia 1º de janeiro de 2019 para se adequar às mudanças. Por enquanto, o Detran/RS não tem previsão de quando o sistema será adotado no estado e não há previsões de alteração de valores.

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse