Geral

As poderosas mamães e vereadoras da região



  •   
  •  

Região – Por trás de rostos delicados, sobrancelhas bem-feitas, roupas com as cores e tendências da moda, estão verdadeiras mulheres polivalentes. Todas, em 2016, foram eleitas pelo voto popular para serem as representantes da comunidade nas câmaras de vereadores de Campo Bom, Nova Hartz e Sapiranga.

Aliás, a participação feminina nas câmaras cresceu de uma legislatura para outra. Em Campo Bom, Sandra Orth, depois de quase 12 anos de uma lacuna, uma mulher foi eleita novamente para representar não só a voz feminina, como também dos homens. Em Sapiranga, são três mulheres (Rita, Morgana e Olivia). Em Nova Hartz, Rosa Leães, demonstra toda a sua combatividade e fibra em seus posicionamentos. Neiva Scherer integra a bancada do batom na Câmara.

Guilherme Pilger

Com o propósito de evidenciar que as mulheres estão com tudo no Vale do Sinos, o Repercussão conversou com cinco vereadoras que contarão um pouco dos seus pontos de vista sobre essa missãso de ser mãe, vereadora, chefe de família e esposas. Boa leitura.

Mãe coração valente

Recentemente, a vereadora de Sapiranga, Morgana Moraes, enfrentou uma delicada cirurgia no coração. “Engravidei em 2016 e tive uma gestação bastante conturbada, me forçando a ficar em repouso por vários dias. Quando o meu filho Murilo nasceu, renasci nele, e nada do que passei teve importância. Tive o amor mais puro em mãos. Desde então, todos os meus passos são por ele e para ele. A atuação de vereadora, às vezes, provoca períodos de ausência, mas tenho muito a ajuda da minha família que é o meu suporte nessas horas. Procuro ao máximo passar tempo de qualidade com ele, buscando ensinar os valores fundamentais para formar um ser humano consciente, solidário e crente no amor de Deus”, valoriza.

Olívia e a família de professores


Olívia Steigleder é vereadora em Sapiranga. “O vereador(a) é muito acionado(a) e requisitado(a) nos municípios. Meu filho está com mais de 30 anos, então, tem a vida dele, pois mora sozinho. Assim, as tarefas da casa não são tão mais para mim. Sobra a parte de esposa. Desenvolvo o meu trabalho para toda a população de Sapiranga. Ser mãe é uma obra de Deus e sou apaixonada pelo magistério. Meu filho, que é professor de matemática, buscou o caminho dele. Neste aspecto de mãe, valorizo muito a minha mãe e a minha sogra, que são pessoas maravilhosas e só fazem o bem”, valoriza.

Rosa Leães e o João

Rosa Leães também é vereadora em Nova Hartz. “Eu engravidei tarde, com 35 anos, e ganhei o meu primeiro e único filho aos 36. Hoje, o João está com sete anos. Acredito que a minha história retrata o perfil da mulher atual, que agora, desenvolve múltiplas tarefas. Meu esposo é um companheiro que compartilha as tarefas da casa e auxilia no processo educativo do nosso filho. Sempre trabalhei em outros municípios e a caminhada foi dolorosa e tive que colocar o João na creche com quatro meses. Agora, ele está em uma fase de aprendizado e da leitura, e procuro acompanhar e ficar bem presente”, diz.

Neiva, mãe de gêmeos

Neiva Scherer é vereadora em Nova Hartz. Enfrentou um parto prematuro, em 1999, onde os filhos recém-nascidos por necessitarem de cuidados especiais, permaneceram internados na UTI neonatal por 28 dias. “Tive muita fé e esperança que eles sairiam do Hospital e não desisti em nenhum momento”, relembra. No aspecto educacional e do afeto, Neiva conta que sempre instigou os filhos ao letramento. “Desde a gestação contava histórias para eles. Procurei despertar o gosto deles pelos estudos e pela leitura. Atualmente, os filhos com 18 anos, são muito responsáveis e me incentivaram a ingressar na política”, conta.

Filhos acompanham Sandra Orth

Mãe de dois filhos – um de 13 anos e uma menina de sete – Sandra Orth concilia a atuação de vereadora com o trabalho de professora. “Não é fácil conciliar tudo, pois são diversas exigências da escola e da Câmara de Vereadores. Mas, procuro organizar questões básicas dos filhos como tema, uniforme, mochila e lanche. À noite, questiono como foi o dia e procuro ter o meu momento com eles antes deles dormirem. Quando a rotina de professora e vereadora fica muito disputada, procuro compensar aos finais de semana, quando novamente reservamos um momento só para nós. Mas, também, procuro levar eles em atividades que eu vou, para unir o útil ao agradável”, cita.

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse