Geral Posts em destaque

Arti se levanta contra os sofismas históricos



  •   
  •  

Sapiranga – Com uma memória e uma sabedoria de invejar muitos jovens e adultos, Arti Hugentobler, 90 anos, está decidido: quer esclarecer para toda a cidade, personalidades, lideranças e educadores sapiranguenses a verdadeira origem da palavra e do nome Sapiranga.

É na Rua General J. A. Flores da Cunha, Centro, que estão mais de 33 dicionários e livros de grandes editoras – incluindo até uma publicação norte-americana e uma alemã – que de alguma forma mencionam o real significado da palavra Sapiranga. “Tenho dicionários de tupi-guarani – povo indígena que povoou o Ferrabraz – e nestes livros está lá: Sapiranga significa uma enfermidade que era muito comum nas regiões Norte e Nordeste. Sapiranga é a inflamação das pálpebras dos olhos. Não tem nada a ver com a árvore araçá-piranga”, cita Arti, mostrando descontentamento com explicações incorretas da origem do nome Sapiranga.

Outra revelação do nonagenário é de que sapiranguenses conhecidos na cena cultural acabam caindo em verdadeiras armadilhas. “Certa vez, o grupo musical Os Serranos, participou do Programa do Jô Soares. Aí, o Jô perguntou para o sapiranguense que integra o grupo se ele sabia a origem do nome Sapiranga. De forma errônea, o músico disse que era em razão da árvore araçá-piranga”, recorda Arti.

Ponto quase esquecido também nos livros sobre a cidade, os índios chamavam de Sapiranga o principal arroio do Município, que é o arroio Sapiranga.

Arroio Sapiranga e a origem histórica do seu nome


Arti Hugentobler comenta ainda que existem duas hipóteses para a origem da nomeação do arroio Sapiranga. “A palavra é intocável, existe e é do idioma dos índios, mas existem duas hipóteses para o nome do Arroio Sapiranga. Na primeira hipótese, é que no município de Meleiro, em Santa Catarina, tem uma lagoa chamada Sapiranga. Lá ganhou o nome de Sapiranga por questões fonéticas e relacionados aos sapos. Mas, não tem nada a ver com sapo, pois é um equívoco”, menciona.

A outra hipótese é porque existiu um povo indígena que costumava arrancar as pestanas dos olhos quando adoeciam. “Outros índios, quando as pálpebras adoeciam, lavavam os olhos nas águas limpas do arroio Sapiranga. Por questões biológicas, os índios tinham a possibilidade de se curar nas águas. E foi do arroio Sapiranga que também nasceu a origem do nome do Município. Esse negócio de araçá-piranga é puro sofisma. A palavra Sapiranga é o que ela é: inflamação das pálpebras”, contesta seu Arti.

O estudioso ainda faz outra menção que considera pertinente e importante. “A palavra Sapiranga integra o idioma dos índios. Não possui origem no nosso idioma. Mas, nosso idioma precisa agasalhar essa palavra e concluíram que o significado da palavra é esse, sendo aprovado pela Academia Brasileira de Letras (ABL). Por outro lado, a expressão Araçá-piranga remete a uma árvore. Semelhante a ela, temos outra palavra que é sapirangui, que também é uma árvore. Mas, a origem da palavra Sapiranga é da língua indígena tupi-guarani e que significa inflamação das pálpebras”, define Arti.

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse