Dia a dia Esporte Posts em destaque

Projeto social da AJJNHZ ensina Jiu-Jitsu para crianças carentes de Nova Hartz


  •   
  •  

Nova Hartz – O projeto que ensina Jiu-Jitsu para a população carente de Nova Hartz da Associação de Jiu-Jitsu e Judô da cidade atua com o objetivo de melhorar a vida das pessoas, principalmente crianças, dos 5 a 16 anos, e evitar possíveis problemas com drogas, como explica Leandro Gonzaga, 43 anos, um dos idealizadores e um dos instrutores do projeto. “Esse projeto social sobre jiu-jitsu é um resgate aos valores familiares, que foram perdidos. Procuramos ensinar para as crianças a importância de respeito, a importância da disciplina, da educação, e através do esporte tirar as crianças da rua ou de um possível envolvimento com drogas e bebidas, já que vivemos em uma época onde não existe mais classe social que não tenha envolvimento com drogas ou com qualquer outra coisa do tipo que possa corromper a vida de uma criança”, explica Gonzaga.

O projeto que fará quatro anos em março,. Começou em uma academia e hoje, já possui duas sedes próprias, uma na rua Cristóvão Colombo, 66, no bairro Progresso, e outra na rua Independência, 660, no bairro Canto Kirsch, aberta recentemente.



O Projeto

Atualmente 60 crianças carentes participam do projeto, sem custo. Ele é mantido com a ajuda de empresários e doações da comunidade, tanto financeiras, quanto materiais. “As doações são para manter o projeto. Tentamos transformar a realidade de uma criança que poderia estar fazendo qualquer coisa errada ou em situação difícil”, conta Gonzaga, que relembra que o esporte já ajudou uma mulher que enfrentava um quadro grave de depressão.

Projeto visa transformar o mundo em um lugar melhor

O instrutor explica que iniciou o projeto por causa de sua filha. “O motivo pelo qual iniciei esse projeto é pela minha filha Maria Antonia, que tem quatro anos. Ela vai conviver nessa sociedade. Então eu, como pai, me vejo na obrigação de fazer alguma coisa para melhorar o ambiente onde ela vai crescer. Essa é a minha forma de colaborar com a comunidade”, confessa.

Leandro ainda explica que através do esporte a pessoa se torna melhor.


“A ideia é que a criança se torne um filho melhor, um aluno melhor na escola, que se dedique mais aos estudos. Assim, ele vai ser um chefe de família melhor, um pai melhor, e com isso vamos conseguir mudar esse ciclo vicioso, em que as pessoas tendem sempre para o lado ruim. Vivemos em uma época bem conturbada e precisamos fazer alguma coisa”, finaliza.

Texto: Taylor Abreu

Fotos: Arquivo Pessoal

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 164
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse