Esporte Posts em destaque

Dois atletas sapiranguenses disputam final do Gauchão Sub-15 neste sábado



  •   
  •  

Região – Juventude e Novo Hamburgo disputarão neste sábado, dia 11 de novembro, o segundo jogo da Final do Campeonato Gaúcho de Futebol Sub-15, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Na equipe serrana, Wellington Vargas e Arthur Traesel, ambos sapiranguenses, vão ajudar a tentar reverter o resultado desfavorável à equipe, que perdeu o primeiro jogo por 2 a 1 na semana passada, no Estádio do Vale. Ainda assim, o único gol marcado fora de casa deve ajudar o alviverde na segunda partida.

Guilherme Pilger

Traesel e Vargas, ambos com 15 anos, hoje moram em Caxias. Eles conversaram com o Jornal Repercussão e contaram um pouco das suas trajetórias. Falaram sobre suas carreiras, posições em que jogam, além de ressaltarem que o incentivo maior para seguirem buscando uma carreira de sucesso no futebol é poder ajudar suas famílias.

Os portões do Alfredo Jaconi abrem às 14h30 e o ingresso é um quilo de alimento não-perecível, exceto sal. A torcida do Juventude terá o acesso liberado pelo portão 2 e a do Noia pelo portão 5.

Wellington joga como lateral


Wellington Vargas da Silva iniciou sua carreira há oito anos e está no Juventude há três. Ele ocupa a posição de lateral-direito e, até agora, fez três gols no campeonato. Sobre a grande final, Wellington quer mostrar a qualidade do seu futebol. “Eu espero que seja um jogo muito disputado por ambos os lados, espero fazer um bom jogo e que a gente consiga sair campeões”, disse.

Como incentivo para o esporte, ele ressalta que o interesse partiu dele mesmo. “Quero tentar dar uma vida melhor para minha família”, destacou. Pelo Juventude, durante o Gauchão, jogou nos confrontos contra Gramadense, Santa Rosa, Internacional, Progresso, Novo Hamburgo, UCS, Caxias e Safurfa, de Marau. Perguntado sobre seu ídolo, prontamente respondeu: Daniel Alves!

Arthur disputa artilharia

Já Arthur Dietrich Traesel joga como atacante e já fez nove gols no campeonato, número que o coloca como o segundo artilheiro do time. Para ele, a expectativa com a final também é grande, “de um jogo pegado, o time vem trabalhando muito pra isso, todos querendo muito o título, e se der tudo certo ele virá”, declarou.

Traesel joga há bastante tempo, desde criança. Ele brinca dizendo que, conforme seus pais, aprendeu a caminhar correndo atrás de uma bola. No Juventude, atua há três anos. Perguntado sobre o que o incentiva a jogar, Arthur disse que a vontade vem de dentro dele. “Sabendo que estou longe dos meus pais e estou fazendo isso para eles e para a minha família. Já passei por várias dificuldades e isso se torna mais um incentivo”, destacou. Seu ídolo é Gabriel Jesus.

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse