Dia a dia Posts em destaque

Viva o Bairro chega à Escola Santos Dumont no bairro Imigrante Norte


  •   
  •  

Campo Bom – Nesta manhã de sábado (25), foi a vez dos moradores dos bairros Imigrante Norte e Sul aproveitarem mais uma edição do Viva o Bairro. A atividade que descentraliza alguns dos serviços da Prefeitura ocorreu junto à Escola Santos Dumont onde os moradores, estudantes e vizinhos, puderam conferir e acessar o ambiente escolar. Diversas secretarias levaram parte de suas estruturas e atenderam cidadãos no ginásio da escola.

O prefeito, Luciano Orsi, valorizou mais uma edição do Viva o Bairro e destacou que essas atividades contam com a efetiva participação dos moradores. “Formamos parcerias com as escolas, professores e funcionários que demonstram engajamento nessa atividade. Graças o esforço coletivo, estamos fazendo melhor através da parceria com a comunidade e associações. Este é um momento importante onde, também, conseguimos prestar esclarecimento e contas à comunidade, além é claro, de oferecer uma grande gama de serviços para aproximar as pessoas”, explico o prefeito.



Orientações e serviços
Por parte da Secretaria de Saúde, agentes de endemias prestaram esclarecimentos sobre a importância de controlar os focos de dengue no município. Integrante da equipe de campo da Secretaria de Saúde que atua no controle da dengue, Leila Gartner, disse que é necessário a colaboração dos moradores. “Hoje, temos 1.400 focos do mosquito em todo o município. Trouxemos exemplos da larva e da pupa (etapa que antecede a eclosão do mosquito) para os moradores identificarem esse vetor”, destaca Leila.

Outra orientação prestada pela Secretaria de Saúde, mas na área da alimentação, foi repassada pela estagiária que atua junto às Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Milena Lehmann. “Estou orientando e exemplificando aos moradores os malefícios que os alimentos ultra processados (bolacha recheada, massa instantânea, bebida láctea, salgadinhos e refrigerantes) ocasionam à população. Explico sobre a quantidade de açúcar, gordura e sal que esses alimentos contém. Entendemos que é necessário, cada vez mais, orientar os moradores. Na correria do dia a dia, as pessoas optam por estes alimentos e isso ocasiona riscos à saúde como doenças crônicas e transmissíveis”, contextualiza Milena.

Empreendedorismo entre os estudantes
Estes momentos de integração com os moradores do bairro também servem para os estudantes testarem e colocarem à prova suas habilidades como empreendedores. Na Escola Santos Dumont – entre outras escolas da rede municipal – os professores orientam os estudantes no contraturno escolar, a desenvolverem atividades empreendedoras. E, neste sábado, entre os grupos que estavam comercializando seus produtos estava a mini empresa Tá Chovendo Esfirra e o grupo de estudantes que desenvolveram um marca página de livros. “No contraturno começamos a confeccionar o marca página”, explicou a estudante Yasmin de Lima, 12 anos, do sétimo ano. “Esse trabalho nos ajuda a projetar o futuro caso agente venha a empreender, pois saberemos lidar com as dificuldades”, avalia Ester Thomas, 12 anos.


Outro grupo de estudantes, do Tá Chovendo Esfirras, destacaram que o nome surgiu de uma brincadeira. “Passamos da brincadeira para algo sério e desenvolvemos o produto. Com 1 quilo de farinha de trigo e 500 gramas de carne, conseguimos produzir 23 esfirras. Colocando os custos no papel, chegamos ao preço de R$ 2,00 cada esfirra. No final do ano, o dinheiro obtido com as vendas será dividido com o estudantes”, explica Mateus Santos, 15 anos, do nono ano da Escola Santos Dumont.

Confecção de currículos e vagas de emprego
O coordenador do FGTAS/Sine de Campo Bom, Fernando Henrique Trott, estava no Viva o Bairro para auxiliar encaminhamentos de vagas de emprego, e até mesmo, confecção de currículos. “Oferecemos as vagas da semana, e na segunda-feira, a pessoa se dirige até a empresa com vaga em aberto. Também , auxiliamos os trabalhadores a desenvolverem um bom currículo, pois é muito comum as pessoas necessitarem de apoio para desenvolve-los. Mais de 90% do pessoal que está no mercado de trabalho tem currículos que não são bem elaboradores, o que pode deixar a pessoa inabilitada para concorrer a uma vaga de emprego. E, este auxílio, também prestamos”, comenta Trott.

Confira as atividades realizadas:

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 22
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse