Dia a dia

Vereadores de Campo Bom aprovam pedido que solicita mais dados sobre usina solar



  •   
  •  

Projeto de lei da Prefeitura pede autorização da Câmara para contrair empréstimo de quase 9 milhões

Campo Bom – O projeto de lei da Prefeitura que pedia autorização da Câmara de Vereadores para contrair empréstimo de R$ 8.790.000,00 com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) foi adiado, por pelo menos 15 dias. O vereador, Max de Souza (MDB), foi o autor da solicitação, que recebeu apenas um voto contrário (do vereador Tiago Souza (PC do B) durante a sessão desta semana.

O financiamento de R$ 8.790.000,00 servirá para a Prefeitura de Campo Bom implantar uma usina de energia solar na antiga área do lixão e que fica às margens da RS-239 (próximo da Estrada Campo Bom-Dois Irmãos) no Quatro Colônias Norte. O local é um passivo ambiental de décadas da Prefeitura, e a meta é transformar o antigo aterro em exemplo estadual e nacional na busca de soluções sustentáveis para espaços degradados pela ação humana.

Guilherme Pilger

Para o secretário Geral de Governo, Patrick Ruppenthal, o pedido de vistas para que a Câmara obtivesse mais informações foi uma atitude correta.


Secretário avalia decisão
“Os vereadores tinham dúvidas e queriam mais informações. Nos avisaram que pediriam vistas e preferimos isso a votar contrário. Essa semana alinharemos todas as dúvidas e reencaminharemos o projeto quando possível”, pondera Patrick.

Vereadores se posicionam
Presidente da Comissão de Orçamento, Finanças, Educação e Bem Estar, Max de Souza (MDB) ressaltou a necessidade de separar o projeto da emoção e da razão. “É um vultuoso investimento. Ninguém é contra a tecnologia e a inovação, mas temos que ter responsabilidade com a cidade que queremos. Analisei o projeto, e constatamos a belíssima ideia, mas é necessário informações adicionais das que aqui estão. Qual o período de carência, quantas parcelas, o juros, para onde será direcionado os créditos de energia, qual a capacidade de produção de energia, qual o preço de manutenção?”, questionou Max.

– Para Tiago de Souza (PC do B), presidente da Comissão de Justiça, Redação e Serviços Municipais o projeto veio completo e é constitucional. “Fui atrás de informações adicionais e tirei minhas dúvidas. Pedir vistas é um direito do vereador para que algo a mais possa ser esclarecido”, destaca Tiago.

– A Usina de energia solar de Campo Bom poderá gerar 1,8 MWh (megawhats) de energia. Serão nove subusinas e será a maior do Estado. Mais de 50 prédios públicos serão contemplados com a ação.

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 55
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse