Dia a dia Merece destaque

Sapiranguenses ganham opção quando o tema é transporte por aplicativo com o Vibetransfers


  •   
  •  

Sapiranga – Uma iniciativa inovadora e genuinamente local surge como opção para potencializar a atuação de motoristas particulares, de aplicativo, taxistas ou até quem não atua de forma regularizada: é o Vibetransfers, aplicativo de mobilidade semelhante ao Uber, mas que reúne neste primeiro momento, somente motoristas profissionais e particulares de Sapiranga.

Atentos a mudança de comportamento e hábitos do usuário de transporte particular, os motoristas profissionais Lauderi Santos (o Dico) e Daniel Gomes (filho de taxista e que atua na profissão há 18 anos) amadureceram a ideia e decidiram, por conta própria, criar o próprio aplicativo de transporte de passageiros. “Nossa maior preocupação é com a falta de controle e fiscalização por parte dos agentes públicos sobre os motoristas clandestinos (que não são taxistas, nem motoristas de aplicativo), que tira o poder de competitividade de quem trabalha de forma correta. Somente em Sapiranga existem 70 motoristas atuando na clandestinidade”, relata um dos idealizadores do Vibetransfers, Daniel Gomes.



Recentemente, a Câmara dos Deputados aprovou e o presidente, Michel Temer, sancionou a lei que regulamenta o transporte de passageiros por aplicativo. Na prática, agora, cidadãos comuns que desejam atuar como profissionais precisam aderir a alguma plataforma digital, além é claro, de seguir a legislação que é pagar tributos municipais, contratar seguro e recolher contribuição de INSS, entre outros itens. “Houve um retrocesso, pois os profissionais como os taxistas, por exemplo, precisavam seguir uma série de regras como teste psicotécnico, apresentar certidão civil criminal, curso de taxista, teste de plena capacidade física e mental, além de submeter os veículos em vistorias nas prefeituras. Agora, retrocedemos. Mesmo assim, com o aplicativo o motorista que não está regular e o taxista, pela nova lei, agora, podem atuar regularizado dentro da plataforma”, contextualiza Dico.

Adesão ao Vibetransfers é de forma gratuita

Os criadores do aplicativo destacam a simplicidade e os diferenciais para aderir ao Vibetransfers. “Queremos reunir profissionais legalizados, àqueles que aderiram a outros aplicativos e quem precisa se regularizar. Desta forma, um dos diferenciais do Vibetransfers é a taxa por corrida. Enquanto o Uber, por exemplo, cobra 25%, o Vibetransfers cobra 15%. Outro diferencial é que o motorista, obrigatoriamente, deve incluir seus documentos antecipadamente após baixar o aplicativo para ter a sua efetivação concluída por nós. Atualmente, estamos com uma lista de espera de novas adesões. Além disso, o motorista que for solicitado pelo passageiro, antecipadamente, saberá qual o destino final, pois incluímos na plataforma esse campo para o usuário preencher. Quando o usuário – após baixar o aplicativo – preencher os campos para iniciar a corrida, automaticamente pelo sistema de GPS, o aplicativo acionará os dois motoristas mais próximo em um raio de um quilômetro. Estes, por fim, poderão aceitar ou não a corrida”, explica Daniel Gomes.


A ideia de desenvolver o aplicativo teve início logo após a participação de Dico e Daniel, em uma manifestação nacional, em Brasília, e que reuniu milhares de motoristas profissionais. “Percebemos que não havia mais volta e o caminho era se inserir nas novas possibilidades que a tecnologia oportuniza. Outra preocupação, era resolver pelo lado legal. A partir de junho, intensificamos as consultorias com empresas especializadas, e em 60 dias, o aplicativo estava concluído. Pensamos no nome Vibetransfers por ser uma expressão muito utilizada pela juventude, que é um público habitual de aplicativos. Ressaltamos ainda que aquele motorista que aderir, o acerto das corridas ocorre semanalmente”, comenta Dico. Veja abaixo como baixar o APP.

Veja como instalar o aplicativo VibeTransfers no seu smartphone


 

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 322
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse