Dia a dia

Repercussão como ferramenta de aprendizagem


  •   
  •  

Sapiranga – O Jornal Repercussão já ultrapassou a sua mera função de informar a comunidade sobre o que acontece em cada município de sua abrangência – Araricá, Campo Bom, Nova Hartz e Sapiranga. A edição impressa do Repercussão também é utilizada como ferramenta de integração e aprendizagem, dentro e fora da sala de aula, através do projeto Repercussão na Escola.

Alunos dos sextos anos das escolas municipais de Sapiranga recebem semanalmente a edição impressa do jornal, o que possibilita aos professores, principalmente de português, trabalhar com os alunos em sala de aula a ortografia, gramática e gêneros textuais. Um exemplo onde o jornal é muito utilizado é na EMEF Maria Emília de Paula, pela professora de português, Cláudia Maria Oliveira.



A professora, juntamente com a turma 611, realizou o 2º RepercuArte. O projeto consiste em cada aluno ou grupo ler o jornal e escolher uma reportagem da edição impressa para apresentar para a turma. A última edição do RepercuArte contou com cartazes ilustrando as matérias escolhidas e teatro replicando o assunto tratado. Entre os temas abordados pelos alunos estavam a segurança pública, limpeza de vias públicas e desastres naturais.

Professora elogia trabalho

O uso do jornal propicia trabalhar os gêneros textuais com os alunos e em atividades criativas eles sintetizam o assunto de forma mais rápida. “Trabalhar a competência linguística dos alunos, fazê-los conhecer o gênero textual notícia de jornal, proporcionar interatividade e a criatividade foram alguns dos objetivos da atividade realizada com os alunos do sexto ano da turma 611, a partir da leitura do Jornal Repercussão. Recontaram o que leram através do RepercuArte e todos deram um show. Estou orgulhosa dessa galerinha querida e criativa”, exaltou a professora Cláudia.

Alunos destacam


Emilly Peres, 11 anos.
“Trabalhar com o Jornal Repercussão é muito legal. Amplia nosso vocabulário e nos faz sermos mais críticos. O RepercuArte proporcionou trabalharmos em grupo e apresentar de forma diferente o que lemos. Eu adorei.”

Ana Luiza Campos, 11 anos.
“Com as leituras realizadas, conseguimos perceber que o Repercussão é essencial para conhecermos mais sobre a nossa cidade e região. Realizar o RepercuArte foi muito legal. Nos motivou a trabalhar em grupo e a usarmos a criatividade para recontarmos o que lemos.”

Eduardo Mello, 12 anos.
“A professora Cláudia traz o Jornal Repercussão para a sala, o que nos alegra, pois realizamos debates e aprendemos uns com os outros. Eu gostei muito de realizar o RepercuArte, pois passamos a informação lida no jornal de forma criativa e percebemos a importância de trabalhar em grupo.”

Texto e fotografia: Bruna Bertoldi

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 82
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse