Dia a dia

Repercussão auxilia no aprendizado e em projeto científico de estudantes



  •   
  •  

Nova Hartz – Os professores e o corpo pedagógico nas escolas onde o Jornal Repercussão é entregue aos estudantes reconhecem: cada vez mais é possível perceber o importante instrumento que o jornal se transformou no processso de aprendizagem e na ampliação do conceito de cidadania nas crianças e adolescentes.

Além de ser uma ferramenta para desenvolver o aprendizado e a interpretação textual, o Jornal Repercussão tem sensibilizado os estudantes a entenderem ainda as dificuldades enfrentadas pelos cidadãos em suas comunidades. Toda a semana, os estudantes dos 4ºs, 5ºs e 6ºs anos da rede municipal de Nova Hartz podem levar para casa um exemplar do Repercussão. Na semana seguinte, as professoras trabalham em sala de aula as reportagens e textos do jornal. E foi desta forma que a estudante do 5º ano, Yana de Godoy, 11 anos, da Escola Pastor Wartenberg, bairro Centro, soube de um grave problema que afeta moradores de Araricá e Nova Hartz: a ponte da Rua 2 de Dezembro. “Ela está há dez anos estragada”, comentou a estudante.

O Repercussão ainda rompe fronteiras e serve como embasamento para pesquisa científica da turma 142 da Escola Bernardo Lemke. Na instituição, os estudantes enriqueceram o desenvolvimento do projeto científico sobre a água após a leitura de uma reportagem. Estudo em sala de aula sobre a água remeteu estudantes do 4º ano a pesquisarem sobre a sua qualidade, os poços artesianos em Nova Hartz e a autarquia que cuida da área. Sob co-orientação da coordenadora pedagógica, Patrícia Romitti de Souza Fonini, os estudantes utilizaram o material no projeto científico: “A água dos poços artesianos do bairro Vila Nova é potável”, destacou.

O que gerou interesse

Kamile da Silva, 10 anos
“Me despertou a atenção a página PET, que apresentou as doenças que podem atingir os animais domésticos durante o inverno. Não tinha esse conhecimento.”

Gabriela Outeiro Borba, 10 anos
“Me chamou a atenção a matéria que estuda a saúde das pessoas pela íris, e a que apresentou as dificuldades para concluir as obras da futura escola Pastor Wartenberg.”

Alan M. Skrzipczak, 11 anos
“A reportagem sobre a gasolina e a greve dos caminhoneiros me chamou a atenção. Essa semana, gostei da matéria sobre o agricultor e o uso de energia solar.”


Yana de Godoy, 11 anos
“A necessidade de reconstruir a ponte na Rua 2 de Dezembro me chamou a atenção, pois está há dez anos estragada. Ela é importante para os moradores.”

Isadora da Rocha dos Santos, 10 anos
“A matéria do ator agredido na encenação da Paixão de Cristo me chamou a atenção. O rapaz agredido é conhecido da família.”

Hellyn Silva Adams, 11 anos
“Escolhi uma reportagem sobre as obras da Rua 2 de Dezembro e a necessidade de ser asfaltada. Passo ali todos os dias e vai ser uma coisa boa para todos.”

Ferramenta em sala de aula

A professora da Escola Municipal Pastor Wartenberg, Rosa Rodrigues Graça, valorizou a adoção, pela Secretaria de Educação, como mais uma ferramenta educacional que pode ser usada em sala de aula no desenvolvimento da aprendizagem dos estudantes. “Para despertar o interesse dos estudantes, precisamos usar todos os meios que possuímos, e não só o livro didático e o quadro-negro”, cita. Assim como a sua colega Rosa, a professora da Escola Municipal Bernardo Lemke, Neli Beatriz da Silva, também entende que o Repercussão é uma ferramenta que auxilia na exercício da interpretação textual e até da realidade.

Fotografias: Deivis Luz

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 139
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse