Dia a dia Saúde

Previsão de entrega do novo prédio do Hospital Sapiranga é dezembro de 2019


  •   
  •  

Sapiranga – O novo prédio do Hospital Sapiranga, parte do projeto de ampliação da Casa de Saúde, deve ser finalizado em dezembro de 2019, como confirmou o presidente da Sociedade Beneficente Sapiranguense, João Edmar Wolff, com exclusividade à reportagem do Repercussão.

Ele pontuou que as obras serão retomadas em janeiro de 2019, após terem sido suspensas, por seis meses, pelo Ministério do Trabalho, para adequações de segurança relacionadas aos operários. “Tinha aqueles poços de elevador, e a parte externa, as paredes, não tinha segurança. Tivemos que fazer uns alambrados. Até aprovarem e liberarem, levou meio ano”, explica Wolff.



Nesse ínterim, novas necessidades foram sentidas e o projeto original, de distribuição dos espaços, foi refeito. Agora, o primeiro andar, que antes seria destinado para estacionamento, será todo utilizado para a emergência, cuja entrada será pela Rua Vitor Hugo, nos fundos do atual prédio.

Ainda no primeiro andar, em um novo anexo, será instalada a oncologia (este anexo é um plano futuro, para daqui cerca de dois anos). O segundo andar segue como estacionamento (foto abaixo). No terceiro andar será instalado o bloco cirúrgico, UTI adulta e 40 leitos. E, todo o último andar será destinado para o SUS, com cerca de 60 leitos.


Renato Molling envia emenda

A última conquista é uma ressonância magnética, cujo valor R$2.760.000,00, já está empenhado no Ministério da Saúde, via Renato Molling. “Hoje nós temos bons profissionais lá pela questão técnica, pelos equipamentos modernos. Se sentem mais seguros para trabalhar” pontua o deputado. “Essa nova é de campo fechado, completa. Pega tudo.” destaca Wolff. (diferente da atual, de campo aberto, que possui limitações). Máquina deve chegar no fim de 2019.

 

 


BUSCA POR VERBAS EM BRASÍLIA

A ampliação do Hospital, contou, no início, com recursos próprios. Após, a continuação das obras só foi possível graças a verbas oriundas de emendas parlamentares, a grande maioria, enviadas pelo deputado federal Renato Molling (PP). Foram R$8,1 milhões liberados para o Hospital. “Até agora, já foi gasto R$5 milhões. Os últimos 3 milhões (anunciado em outubro de 2017) vai liberar agora, após entrega dos projetos revisados” explica Wolff, que viajou para Brasília na terça-feira, 30, em busca de mais verba, já que Molling não poderá mais ajudar a partir de 2019. “Vou pra Brasília atrás de verba. Fiquei chateado que não elegemos os deputados de Sapiranga. Agora vamos ter que começar a fazer meio frango de novo, ou o hospital vai parar. Injustiça o que fizeram com os dois (Molling e Fixinha). Agora tenho que ir atrás do Marcel Van Hattem, ele tem que assumir agora. Lucas Redecker, e assim vai”, desabafou o presidente.

NÚMEROS DA OBRA

R$8,1 mi

Valor liberado até agora para investimento na construção do novo prédio

R$5.2 mi

Valor utilizado até agora

6

Salas cirúrgicas – hoje são três – ou seja, irá dobrar a capacidade de cirurgias do hospital

1000 m²

Destinados ao SUS – todo o quarto andar do novo prédio

Texto e fotos: Sabrina Strack

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 719
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse