Dia a dia Entretenimento Posts em destaque

Parque da Integração Arno Kunz, o Parcão, é marco da cidade e espaço de lazer preferido entre campo-bonenses


  •   
  •  

Campo Bom – O parcão, ou melhor, o Parque da Integração Arno Kunz, é um marco de Campo Bom. Tanto que entrou no inventário da cidade, por se tratar de um projeto arquitetônico da década de 1950, realizado ainda antes da emancipação, e seguindo até hoje como uma referência da cidade. Como cita a ficha do inventário, o parcão se destaca enquanto referência histórica e de referência coletiva. Ainda na instância funcional, pela compatibilidade com a estrutura urbana, potencial de reciclagem e uso tradicional. O parque é linear e foi projetado ao longo do leito do Arroio Schmidt dentro do primeiro planejamento urbano de Campo Bom, com a formulação, em 1954 do Plano Diretor da Vila Campo Bom.

Toda a extensão do parque conta ainda com a ciclovia, outro marco da cidade. O local serve como ponto de encontro da comunidade e espaço de lazer.São mais de 3 mil metros de extensão, onde é possível encontrar a Casa dos Escoteiros, três quadras de areia para prática de vôlei e futebol, parque de brinquedos para as crianças, com balanços, escorregadores, trepa-trepa, gangorras, três quadras de cimento para prática de futebol, basquete e vôlei, pista atlética, pista de bicicross, área para a prática de exercícios físicos, banheiros públicos, além de um amplo espaço para relaxar em meio a natureza.



Prefeito valoriza espaço e suas várias opções

Para o prefeito, Luciano Orsi, o Parcão é um patrimônio da cidade, um local que oferece ótimas opções de lazer para as crianças e pais, onde moradores e visitantes costumam tomar chimarrão e aproveitar com seus amigos, além de ser um local propício para a prática de diversos esportes. “Sendo assim, consideramos de suma importância que o local esteja limpo e, principalmente, que os brinquedos estejam em boas condições de uso para que as crianças possam usufruir com segurança”, define Orsi. A Prefeitura ainda elabora um projeto para reforma do espaço conhecido como Casa dos Escoteiros.

Melhorias na rede de esgoto do parque

Em novembro do ano passado a prefeitura realizou ações para auxiliar a gestão da drenagem e controle da rede de esgoto. A obra realizada no Parcão, de drenagem e instalação de redes, também ocorreu na Rua Borges de Medeiros e na Avenida dos Estados. O Parcão era um dos pontos onde a drenagem existente não dava conta, ocorrendo alagamentos em dias de chuvas intensas. A nova rede de drenagem proporcionou um suporte maior no escoamento de água, evitando transtornos de alagamentos. Também ocorreram melhorias na ciclovia, com pintura dos equipamentos urbanos, revitalização das pracinhas e conserto de brinquedos.


Nova inauguração do parque em outubro de 1986

A inauguração oficial do parque aconteceu em novembro de 1983. Naquele mesmo ano, entretanto, as obras já foram retomadas. Foram construídas a pista de corrida e mais quadras de esportes no trecho então denominado de Parque Poliesportivo, e também a pista de bicicross. Assim, houve nova inauguração em 12 de outubro de 1986. O Parque passa a sediar eventos, como o Lazer no Parque e as Mateadas, de cunho tradicionalista. Em 1987 iniciou a construção do chimarródromo do parque. O espaço executado na forma de uma ponte coberta sobre o Arroio Schmidt, construído com madeiras roliças e cobertura de palha. O local foi chamado de Galpão Crioulo Mate Amargo.

Texto e fotos: Sabrina Strack

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse