Dia a dia Meio Ambiente

Morro Ferrabraz de Sapiranga preocupa e o foco agora é agir


  •   
  •  

Sapiranga – Conscientizar sobre a importância da conservação do Ferrabraz e apresentar a realidade preocupante do Morro, reconhecido como Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE), foi a intenção da audiência pública da última quinta-feira, 29, através de solicitação do vereador Sandro Seixas, juntamente com as ONGs Cururuay e Araçá-Piranga.

“Nossa ideia é aproximar, conscientizar e tentar unir forças em prol da preservação do que está sobrando”, definiu o biólogo e diretor da ONG Araçá-Piranga, Luis Fernando Stumpf, salientando os diversos pontos de ocupações irregulares e consequente desmate da vegetação nativa, trazendo a tona o fato de que a maioria dessas pessoas, que constroem suas casas em lotes irregulares, são de outras cidades e se instalam no local sem se preocupar ou saber da importância ambiental. A intenção é envolver o Ministério Público. “Esses criminosos são organizados. Objetivo é ir com força de polícia porque cidadão comum ir lá está arriscado a levar tiro”, destacou.



Também visando a preservação do Ferrabraz a reunião Ordinária do Comitesinos em Sapiranga, ocorreu na última quinta-feira, 6, no Auditório da Smed. “O mais importante hoje é o termo de referência para poder elaborar o plano de manejo. Precisamos de um panorama real para poder, a partir disso, zonear as áreas de interesse dentro da unidade de conservação”, explicou Bruna Boeni Fonseca, diretora do Departamento de Meio Ambiente da prefeitura, que fará a exposição durante a reunião. “Vou colocar os desafios que temos, principalmente a questão do parcelamento de solo de forma irregular. O problema é sério”, pontuou Bruna.


Texto e foto: Sabrina Strack


Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 421
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse