Dia a dia Merece destaque

Instituto Silder, de Campo Bom, se destaca pelo trabalho em prol de crianças e adolescentes com câncer


  •   
  •  

Campo Bom – O Instituto Silder, de Campo Bom, é uma organização que apoia e auxilia crianças e adolescentes que lutam contra o câncer, com o propósito de aumentar os índices de cura da doença. Por meio do instituto, crianças e adolescentes contam com apoio psicológico de especialistas, ainda profissionais de nutrição, pediatria e fisioterapia. As famílias recebem apoio assistencial com auxílios de vestuário, calçados e alimentos, assim como recursos para o tratamento. O ICI Silder também desenvolve projetos motivacionais, contribuindo para melhora emocional e psicológica da criança e adolescente. São realizados trabalhos voluntários em hospitais e entidades que lutam pela mesma causa.

Com o apoio de diversos voluntários o projeto tem se expandido nacionalmente em diversos estados do Brasil através do polo assistencial. O Instituto, para seguir atuando, conta com também com o apoio de empresários e atletas. Marcelo Grohe, goleiro do Grêmio, e Alan Ruschel, jogador da Chapecoense (e ex-Inter), atuam como padrinhos do Instituto, representando as crianças e adolescentes pelo Brasil. Em 13 de outubro, ocorreu um leilão da camiseta de Grohe, usada no jogo com o Estudiantes pela Libertadores. O lance de arremate ficou em R$8.500,00 ofertado por um empresário apoiador da causa.



Perda da mãe, diagnosticada com 28 tumores motivou a fundação do Instituto Silder

Em 2012 Lucas Sander descobre que sua mãe Silvia Sander estava com câncer (28 tumores em todo corpo). A doença se alastrou com muita agilidade fragilizando todo seu sistema imunológico. Lucas perdeu a mãe nove meses após o diagnóstico. Três anos depois, Lucas decidiu transformar sua dor em ação beneficiente para crianças e adolescentes e idealizou o Instituto do Câncer Infantil Silvia Sander – SILDER.

Lucas e palestras motivacionais

Lucas Sander, 24 anos, enfrentou, aos 14, um câncer que se estendia pelo seu cérebro, nariz e garganta. Foi mais de um ano lutando, até o dia da cirurgia para remoção do tumor. Foram mais de 1.800 pontos em todo o rosto e 5 platinas para reconstrução óssea. Após sua completa recuperação, Lucas iniciou sua carreira como palestrante motivacional. Após três anos intensos palestrando, sua mãe foi diagnosticada com um câncer gravíssimo.

 


 

Texto: Sabrina Strack

Fotos: Instituto Silder

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 625
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse