Dia a dia

Instituto Kaplan agora também presente em Taquara com a Unidade Oncoprev


  •   
  •  

Região – O Instituto Kaplan, que há mais de 25 anos atua como especialista no tratamento de pacientes oncológicos em Porto Alegre, assumiu, há cerca de 40 dias, a gestão da Unidade Oncoprev, em Taquara, anexa ao hospital Bom Jesus.

O local passa a atender conforme a linha de trabalho do Dr. Gilberto Schwartsmann, fundador e idealizador do método, adotado pelo instituto, de atendimento humanizado, individualizado e sem diferenciação entre pacientes. A Oncoprev surge, assim, como uma opção de excelência para pacientes da região, que não precisam mais se deslocar até a Capital.



O Dr. Gilberto, hoje com 63 anos, recebeu a reportagem na Unidade Oncoprev para contar a história do Instituto, que se confunde com a sua própria. Com uma vida dedicada à oncologia e anos de estudos no exterior, Schwartsmann, que também leciona para turmas de residentes no Hospital de Clínicas, defende um atendimento diferenciado para todos os pacientes, sejam eles de convênios ou do SUS. “O que dá mais prazer é poder fazer uma medicina de alta qualidade para todo mundo. Só trazemos para cá pessoas que eu tenho confiança. É muito bom poder voltar pro país da gente e fazer a nossa comunidade crescer”, pontua.

Tratamentos são discutidos entre toda equipe médica em reuniões semanais

“Todas as quartas-feiras faço uma reunião e eu discuto com o grupo de médicos, todos os pacientes que a gente atende. Então não vai ter ninguém que vai ser atendido aqui que eu não tenha dito o que fazer”, declara o Dr. Gilberto, salientando a importância dos médicos das várias áreas da oncologia apresentarem seus pacientes e avaliarem tratamentos.


Conscientização é importante

A unidade de Taquara atende cerca de 20 pacientes todos os dias. O local ainda possui quartos privativos, ligação direta com o Hospital e quartos reservados para pacientes que precisam transitar entre a clínica e o hospital. “É desafiador. Queremos que o paciente do SUS também se sinta valorizado. É muito fácil ser gentil e prestativo com alguém que vem cheio de poder. O bacana é ser assim com quem não tem poder”, pontua o médico. A prevenção é outro ponto levado a sério. “Outubro Rosa é um marco, mas a conscientização tem que ser o ano todo. Nosso paciente entra aqui, mesmo que seja por alguma outra doença, vamos lembrar. Esse é nosso trabalho”, salienta o Dr. Henrique de Araújo Vianna Trasel, médico do Instituto.

 

Texto e Fotos: Sabrina Strack

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 218
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse