Dia a dia

Grupos de voluntários espalham alegria e solidariedade na véspera do Natal em diversos municípios


  •   
  •  

Região – O Natal é uma época diferenciada. Após um ano inteiro de trabalho, conquistas, perdas, momentos de alegria ou tristeza, milhares de pessoas em todo o Brasil procuram levar o seu sentimento de gratidão para àqueles, que muitas vezes, vivem com muito pouco.

E pelos municípios da região, existem dezenas de grupos que não medem esforços para fazer o bem e alegrar, nem que seja apenas por alguns instantes, o seu próximo.



Aqui e na página seguinte, simbolicamente, reunimos quatro grupos que desenvolvem atividades exemplares, e que evidenciam a compaixão que as pessoas possuem em seus corações. São empresários, profissionais liberais, mas acima de tudo, cidadãos que só querem ver dezenas de crianças felizes, nem que seja por apenas alguns momentos.

Conhecemos a história da Dona Dina, moradora do bairro Paulista, em Campo Bom, que tira recursos financeiros do próprio salário para alegrar uma centena de crianças há cerca de 14 anos junto ao galpão, no Parcão de Campo Bom. “É uma forma de eu agradecer à Deus e os anjos por tudo que fazem por mim”, comenta a Erondina Custódio, de 60 anos. Confira a história da ação da Dona Dina clicando aqui.

Em Sapiranga, conhecemos a trajetória do Grupo Batatas, que há cerca de seis anos reúne dezenas de amigos para levar brinquedos, balas e até mesmo uma bela cesta básica para quem passa por dificuldades. “Toda criança merece e espera algo de Natal”, conta Marco Erhart.

De Araricá, conhecemos os irmãos Patrícia e Clademir Silva, que há quase dez anos de cima da caçamba de um caminhão distribuem balas e felicidades pelos bairros para as crianças.



 

 

Em Araricá, quem organiza uma ação muito especial são os irmãos Patrícia e Clademir Silva. “Há cerca de dez anos, uns vizinhos faziam a distribuição de balas e brinquedos para as crianças. Mas, eles desistiram e desde então assumimos essa responsabilidade. Temos registrado no cartório nossa ação e em dezembro, bato de porta em porta para pedir auxílio”, comenta Patrícia.

A ação dos irmãos ocorre no dia 24 de dezembro no período da tarde. “A característica da nossa ação solidária é a distribuição com um caminhão-caçamba. Repassamos cerca de 800 pacotinhos, colocamos tudo no caminhão e saímos para distribuir. Entre as crianças beneficiadas com a ação estão moradoras dos bairros Estação, Centro, Vila Grings, Vila do Dani e Florença. O bonito nessa ação é ver a alegria das crianças quando escutam a buzina do caminhão e o sino que o papai noel toca por onde passamos”, avalia Patrícia Silva, 34 anos.

Grupo Batatas leva solidariedade para crianças carentes

Para proporcionar momentos de alegria para centenas de crianças que vivem em situação de vulnerabilidade social nas regiões da Operária e do Porto Palmeira, uma dezena de empresários e profissionais liberais espalham alegria e doações natalinas para crianças sapiranguenses. “Estamos há cerca de seis anos com essa ação solidária. Reunimos valores doados de coração por cada integrante do grupo e compramos brinquedos, balas e conseguimos até repassar cestas básicas para quem mais necessita. Anualmente, conseguimos alegrar o Natal de cerca de 300 crianças. Entendemos que toda criança merece e espera algo de Natal, independente de ser rico ou pobre”, conta Marco Erhart, 29 anos.

 

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 209
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse