Dia a dia Posts em destaque

Governo Estadual deixou de pagar cerca de R$ 700 mil ao Hospital Sapiranga


  •   
  •  

Região – É de conhecimento popular que valores gastos com saúde são sempre elevados e que milhões são necessários para se manter uma instituição, como um hospital.

O governo estadual acumulou até dezembro do ano passado, uma dívida superior a R$ 855 milhões para a área da saúde, valor resultante de R$ 675 milhões em atrasos com os municípios, e aproximadamente R$ 210 milhões em dívida com hospitais filantrópicos.



Parte desta dívida foi herdada do governo anterior a Sartori, do governador Tarso Genro, e outra parte, no governo do próprio Sartori, sendo que a dívida permanecerá para o atual governador, Eduardo Leite. Na região, hospitais como Lauro Reus, de Campo Bom, e Hospital Sapiranga, também se enquadram nas instituições que terminaram o ano de 2018 recebendo parte, ou quase nada destes repasses, o que dificulta a manutenção de serviços, pagamento de folha salarial, entre outras situações decorrentes da falta de verba. Felizmente, não houveram quaisquer interrupções em serviços, o que ocorreu em outras cidades como Canoas.

2019 e sem repasses em Sapiranga

O Governo Estadual devia até dezembro de 2018, R$ 2.712,653, 78 referente a UPA de Sapiranga. Em agosto, foi pago integralmente o valor de maio, em outubro, 50% do valor referente a junho foi pago. Após isso, até o dia 15 de janeiro deste ano, não houve qualquer repasse do governo estadual. Conforme a direção do Hospital Sapiranga, parte dos valores devidos foram pagos, porém em aberto ainda constam R$ 700 mil, valor correspondente ao MAC – atendimento de média e alta complexidade, e aos programas como Portas de Entrada, diárias de UTI, saúde mental, coofinanciamento da rede de partos, entre outros.

Hospital Lauro Reus sem déficit

O Hospital Lauro Reus, de Campo Bom, atualmente gerido pelo Inova RS, assumiu contrato emergencial por 90 dias, após encerramento de contrato com o Hospital São Roque, que fazia gestão anterior. Em 16 de janeiro, um novo contrato foi assinado, por mais 90 dias. De acordo com o Inova RS, não houve déficit nos repasses, pois, o município antecipa os valores à instituição. De 16 de outubro a 31 de dezembro de 2018, o Lauro Reus recebeu R$ 2.744.254,88 em repasses, e a previsão para 2019, caso não haja alterações, é de receber do Estado R$ 924.000,00 referente ao incentivo Porta de Entrada Samu e R$ 127.500,00 referente a Cofinanciamento Rede Parto.


Ainda conforme o instituto, o Hospital Lauro Reus tem um custo anual de R$ 24 milhões, cerca de R$ 2 milhões por mês. Além do repasse do governo estadual fixo, (4% do orçamento previsto), para manter a instituição, o Lauro Reus recebe recursos fixos do Governo Federal (27,5% do orçamento previsto) e recursos fixos e variáveis de Campo Bom (68,5% do orçamento previsto). A direção do Instituto Inova RS, acredita no potencial do hospital, no entanto, afirma que o orçamento limitado dificulta o crescimento. “O Hospital Dr Lauro Reus tem um potencial promissor, com capacidade de aumento significativo na oferta de serviços à população de Campo Bom, no entanto, o alto custo fixo de funcionamento e o orçamento limitado dificultam o crescimento”, afirma a direção em nota.

Texto: Taylor Abreu

Foto: Arquivo JR

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 772
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse