Dia a dia Posts em destaque

Estojos e mochilas entre os itens cujos valores aumentaram em 2016


  •   
  •  

Balanço | Outros itens, como lápis de cor, estão com preços menores

Sapiranga – Conforme previsto pelo diretor de serviços e produtos da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Sapiranga, João Carlos Weber, o aumento do dólar e de impostos como o ICMS deve ter seu impacto nas vendas do início do ano letivo de 2016. O diretor comentou que esses fatores devem causar aumentos nos valores do setor de mochilas e estojos, que mais conta com itens importados, representando um aumento entre 10% e 15%.



Pesquisa realizada pelo Jornal Repercussão mostra que a previsão do diretor estava correta: entre os itens que tiveram aumento estão as lancheiras (cujo preço era R$ 19,99 no ano passado) e os estojos (em 2015, era possível encontrar o item por R$ 3,90). No total, a compra dos materiais escolares deve representar um aumento de cerca de 19%, se comparada ao valores gastos em 2015. Por outro lado, alguns itens, como os lápis de cor (cujo preço era R$ 9,99) estão com preços menores neste ano.

Aumento dos preços é pouco significativo

Para Felipe Weber, sócio da multiloja Na Graça, o aumento que pode ser percebido nos preços dos materiais escolares, em comparação com os preços do último ano, ainda é pouco, se levarmos em consideração fatores como a alta do dólar e a inflação. “Considero que este aumento ainda é pouco frente à alta do dólar e inflação, isso porque negociamos com os principais fornecedores desde o início do ano passado e compramos antecipadamente. Ou seja, a maioria dos produtos compramos antes do maior aumento, por isso estamos com preços atrativos em relação aos concorrentes”. Ele cita como exemplos o caderno de 96 folhas – em 2015, o item mais barato custava R$ 3,49. Neste ano, é possível comprá-lo por R$ 3,79 – e as mochilas promocionais – no ano passado, o preço era de R$ 19,99, contra R$ 24,90, neste ano.

Grande movimento


Para a Na Graça, os primeiros meses do ano são marcados pelo grande movimento das compras para a volta às aulas dos estudantes. A dica, porém, é tentar antecipar ao máximo as compras, para evitar filas e correrias de última hora – o mês mais movimentado é, sempre, o mês de fevereiro.

“Essa época continua sendo muito importante para nós e contribui com grande parte do faturamento anual. É a nossa principal campanha no ano. Porém, mesmo com o movimento, não temos a necessidade de contratar funcionários temporários”, comenta Felipe Weber, sócio da multiloja.

Forte parceria com fornecedores

Além das mochilas promocionais e do caderno 96 folhas, itens mais procurados nessa época, é preciso notar também que o conjunto de lápis de cor – de 12 cores – da Faber-Castell na verdade está mais barato do que no ano passado: em 2015, o preço do conjunto era R$ 9,99. Neste ano, é possível comprá-lo por R$ 0,10 a menos, ou seja, por R$ 9,89. Felipe ressalta a parceria da Na Graça, que auxilia nesta questão. “Temos uma grande parceria com os principais fornecedores de materiais escolares (Faber-Castel, Tilibra e outros). A Na Graça faz parte de uma rede com 55 lojas no Rio Grande do Sul e temos preços baratos por causa da força da rede”.

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse