Dia a dia

Equipe de professora campo-bonense vence Startup Weekend Canoas


  •   
  •  

Campo Bom – A equipe de Aline Aguiar, professora campo-bonense de AEE – Atendimento Educacional Especializado – na Escola Municipal Lucia Mossmann, venceu a Startup Weekend Canoas no início do mês. Aline, de Campo Bom, Celso Júlio, de Gravataí, e Samuel Arneck, de Nova Hartz, se conheceram no evento e se uniram para desenvolver o projeto de um aplicativo que facilitasse a comunicação de pessoas com deficiência.

Eles desenvolveram, durante as 54 horas consecutivas do evento, o CAL – Comunicação Alternativa (Dando voz a quem precisa). O projeto, que conquistou o primeiro lugar, dentre 47 participantes e 28 ideias apresentadas, foi premiado com um ano de incubação na Ulbratech Canoas. “Nos conhecemos lá na Ulbra quando começamos o programa de 54 horas. Eu não tinha conhecimento nenhum de administração e eles me ajudaram. Eu entrei com o conhecimento sobre inclusão e muita força de vontade de aprender, e eles me auxiliaram no campo da administração e programação”, explica Aline. “Vencer o projeto foi uma experiência incrível, até porque éramos o menor time, e estávamos alí apenas para ganhar experiência. Damos o nosso melhor, e o resultado foi esse”, ressalta Celso. A intenção agora é desenvolver o projeto. “Apenas o processo de incubação não basta, precisaríamos de um aporte para pesquisa e desenvolvimento”, pontua.



Evento acontece no formato de uma grande maratona

O Startup Weekend Canoas, em sua primeira edição, ocorreu de 31 de agosto a 2 de setembro, no Parque Tecnológico Ulbratech. O evento, já consagrado como uma das mais importantes programações na área de inovação mundial, é fruto da metodologia Google Entrepreneurs, utilizada em mais de 100 países, e acontece no formato de uma grande maratona de geração de ideias e parcerias, desenvolvida pela Techstars Brasil, organização dedicada ao fomento do empreendedorismo e à criação e fortalecimento das comunidades de startups em todo o mundo.

Estudo e planejamento para utilização prática do App


Aline destaca que o grupo está em tratativas para continuar com o desenvolvimento do projeto. Samuel ressalta que a intenção é colocar em prática. “Estávamos sem desenvolvedor do software no evento e agora estou buscando pessoas capacitadas para trabalhar no aplicativo para que consigamos ter pelo menos um esboço e apresentar para as pessoas que utilizariam o nosso app e reavaliar a aceitação do público”, explica Samuel, ressaltando a satisfação de conseguir desenvolver uma startup em tão pouco tempo e ainda ter o reconhecimento dos profissionais experientes que atuaram como jurados.


Texto: Sabrina Strack
Fotos: Arquivo pessoal

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 28
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse