Dia a dia Posts em destaque

Corsan segue realizando obras de melhorias na rede de coleta de esgoto cloacal em Campo Bom


  •   
  •  

Campo  Bom – Os bairros Jardim do Sol e Santa Lúcia estão recebendo melhorias da Corsan, que vem trabalhando no município já há bastante tempo com o objetivo de diminuir a quantidade de esgoto despejada no Rio dos Sinos. Em ambos os bairros estão sendo instaladas as redes coletoras de esgoto cloacal, que serão interligadas em uma futura Estação de Tratamento de Esgoto, cujo projeto, segundo a Companhia, já está em fase final.

Os investimentos, conforme a Corsan, visam a melhoria da qualidade de vida da população de Campo Bom, pois tendo a separação absoluta e tratamento do esgoto, acarretará em menores gastos com saúde, valorização dos imóveis e da própria cidade. “ Campo bom terá seus córregos em condições de serem novamente apreciados como eram no início da formação do município”, destaca o gestor da Unidade Campo Bom da Corsan, Leonardo José Pilz. As obras, cuja principal beneficiada é a comunidade, servirão para coletar o esgoto cloacal separadamente do esgoto pluvial, sendo tratada e devolvido ao Rio dos Sinos, com até 80% de pureza.



Valores envolvidos no projeto global das obras

A Corsan vem efetuando diversas melhorias no municípios, com várias obras em andamento. O total investido neste contrato específico, para obras de esgoto é de R$8.910.883,56, com recursos do Fundo Municipal de Gestão Compartilhada. Outra obra em processo de execução é a Estação de Tratamento de Água, com investimento de R$15.869.047,55, oriundos do BNDES. Já para a nova Estação de Bombeamento de Água Bruta – captação – o valor investido é de R$8.788.008,76, também do BNDES. A Companhia destaca que o total de investimentos nos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário chega a R$80 milhões, entre financiamentos e recursos próprios. As obras de esgoto têm um prazo inicial de 30 anos para serem concluídas, contados a partir de 2015, quando foram iniciadas. Já as obras de implantação das redes coletoras da Bacia 6 iniciaram em 2017, com previsão de conclusão até junho de 2019.


Envolvimento

“A Corsan está investindo em um futuro melhor para a população campo-bonense e gaúcha, mas o sucesso final também depende da consciência de todos, que precisarão se conectar ao sistema, para que o mesmo seja viável financeiramente e para que os esgotos sejam coletados e tratados. A natureza está dando sinais claros da necessidade de investimentos para recuperarmos o que foi poluído, mas ainda podemos reverter o quadro, fazendo cada um sua parte, dando destino certo para esgoto e resíduos sólidos. Todos dependemos disso”, reitera Pilz. Para João Flavio, secretário de Meio Ambiente, as obras representam a melhora da saúde da população, valoriza os imóveis e despolui os arroios, além de proporcionar mais qualidade de vida e desenvolvimento econômico sustentável.

Texto e Foto: Sabrina Strack

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 45
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse