Dia a dia Política Posts em destaque

Corsan detalha quais medidas serão adotadas após a concessão ser aprovada em Nova Hartz


  •   
  •  

Nova Hartz – Após a aprovação pela Câmara de Vereadores do projeto de lei que estabelece a concessão dos serviços de abastecimento e distribuição de água, à pedido do Repercussão, a Corsan esclareceu os próximos passos a serem adotados no município.

Enviado na semana passada para a companhia estadual, o projeto de lei aprovado com as emendas está em análise pelo corpo técnico da Corsan, que ainda não retornou sobre eventuais impeditivos jurídicos que possam existir na lei.



Tão logo a Corsan dê o sinal verde para a promulgação da lei, a Corsan e a Prefeitura ainda deverão assinar um convênio de cooperação técnica com o Estado, convênio de regulação com o ente regulador (que será o Pró-Sinos) e contrato de programa com a Corsan. “Neste ínterim, a direção da Companhia e o prefeito se reunirão para tratar das ações necessárias e traçar um cronograma de ações”, anuncia trecho da nota enviada ao Repercussão.

Um dos detalhes que o futuro governo estadual terá que tratar é a insuficiência de recursos para implantar as redes de água em Nova Hartz. “O atual e os próximos governos (Leite/Bolsonaro) precisarão trabalhar para assegurar os recursos outrora captados”, finaliza o texto.

Água Segura

Uma das mudanças de paradigma apontadas pela Corsan é a projeção dos moradores em contar com um abastecimento de água público e seguro. “Em breve, os moradores terão água distribuída dentro dos padrões exigidos, com muita qualidade, trazendo assim, mais saúde, desenvolvimento e melhor qualidade de vida e meio ambiente ao município”, cita trecho do comunicado da Corsan enviado à redação.

Corsan e prefeito detalham outros aspectos

PARCERIA ESTABELECIDA DESDE 2015

A Corsan ressaltou no comunicado que possuía contrato de programa com Nova Hartz desde 2015, mas o objeto era a comercialização de água tratada diretamente ao município/autarquia, não trabalhando na distribuição de água direta ao cidadão. Com esse novo modelo a ser celebrado, Nova Hartz terá contrato de programa com o mesmo objeto dos demais municípios gaúchos.


Prefeito atento às adversidades

O prefeito, Flavio Jost, esclarece que imediatamente à sinalização positiva da equipe técnica da Corsan com o projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores, a legislação será aprovada. “É evidente que vou precisar vetar aquela emenda que possa colocar em risco a concessão com a Corsan. Não vou sancionar a lei sem o aval da Corsan”, esclareceu Jost.

Prejuízo mensal com autarquia

A decisão de estabelecer a concessão com a Corsan, no entendimento do prefeito foi uma decisão acertada. “Se fossemos colocar água pela autarquia, teríamos um prejuízo mensal de mais de R$ 400.000,00 mil. Acreditamos que após a assinatura de todos os contratos, a Corsan iniciará as obras em até 15 meses e a projeção é concluir tudo em três anos”, projeta o prefeito.

Texto: Deivis Luz

Foto: Arquivo/JR

Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  • 58
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse