•   
  •  

Contamos as mortes no Trânsito normalmente aos finais de semana, mas elas acontecem todos os dias. A média de mortes no trânsito no Rio Grande do Sul está em cinco pessoas ao dia. São jovens na sua maioria, em acidentes de moto e carro e os idosos, por sua vez, são vítimas de atropelamento. – O por que de acontecer tantas mortes assim? 
A oportunidade faz a infração. Quem comete a infração de trânsito pensa que nada irá acontecer, mas após uma ultrapassagem em local proibido ou avançar sinal vermelho, a tragédia será inevitável. Dentre as principais causas das mortes no trânsito posso citar várias, mas o álcool está em primeiro lugar. Motoristas bêbados que, com suas armas, os veículos, matam e deixam sequelas em muitas pessoas inocentes. Só que a punição de exemplo não existe para que outros não cometam a mesma coisa. O cansaço e a pressa também são causas das mortes.
Tenho a certeza de que precisamos pensar diferente o trânsito. Precisamos dirigir preventivamente. Existem campanhas que são preventivas na área da saúde e as mortes no trânsito também são casos de saúde. Precisamos ter mais calma e mais cordialidade nas vias, independente de pedestres ou motoristas. Mas muitos motoristas não estão preocupados em pagar multas e pensam somente no seu divertimento. 
Não é só de campanhas que precisamos.Precisamos mudar atitudes.
Faço um convite a todos: No Trânsito, Vamos Viver sem Matar Inocentes e a Nós mesmos!
Giovane Jesus Jungton,
Servidor Público na área de trânsito, com cursos de: APH; Psicologia das Emergências, Mediador de Conflito, entre outros pelo SENASP
Criação de Sites Porto Alegre

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Talvez você se interesse